Em minhas-financas / consumo

Um em cada dez brasileiros frequenta redes de fast-food todos os dias

De acordo com uma pesquisa da Mintel, 73% dos brasileiros comeram em restaurantes fast-food nos últimos seis meses

lanche do McDonald's - fast food- alimentação
(Mike Segar/Reuters)

SÃO PAULO - Falta de tempo, ansiedade e praticidade são algumas das razões pelas quais os brasileiros estão trocando a tradicional comida caseira por comida fast-food. De acordo com uma pesquisa da Mintel, 73% dos brasileiros frequentaram restaurantes fast-food nos últimos seis meses e um em cada 10 brasileiros, ou 9%, come em uma loja do segmento ao menos uma vez por dia.

De olho em mais consumidores, as redes de fast-food, como McDonald’s, Burger King, entre outros, apostam no cardápio local, preço mais acessível e na alta disponibilidade de canais. “Assimilar atributos das receitas caseiras e ingredientes menos processados em algumas refeições pode tornar as redes de fast food mais populares, principalmente entre os consumidores mais tradicionais”, afirmou o analista sênior de alimentos da Mintel, Jean Manuel Gonçalves da Silva.

No quesito socioeconômico, Silva aponta a variação de ofertas individuais e “tamanho família” como alguns dos atrativos para os brasileiros preferirem o fast-food.

Consumo de fast-food relacionado à diversão
A pesquisa ainda mostra que o consumo de fast-food no Brasil é visto como uma ruptura com a norma para muitos consumidores. A maioria dos brasileiros consome fast-food durante seu tempo de lazer nos fins de semana (34%) ou durante o almoço em dias da semana (33%).

Em geral, os brasileiros gostam da experiência de frequentar lugares onde comida rápida é servida. Mais de 74% dos consumidores afirmam que os restaurantes das cadeias oferecem um bom ambiente e 72% consideram “bom” o atendimento nesses restaurantes. “Essa alta satisfação mostra como essas cadeias se saem bem ao criar bons ambientes para o consumo no local", comentou Silva.

 

Contato