“Click to Pay” começa a funcionar para pagamentos online; veja quem já pode usar

Solução torna mais rápida e segura a compra com cartão nas lojas do e-commerce

Anna França

Publicidade

A indústria de cartões coloca em funcionamento nesta quarta-feira (21) uma de suas maiores apostas para acelerar as compras virtuais: o sistema “Click to Pay”. O início das transações pela solução padronizada, que torna mais rápido e seguro o pagamento com cartão no e-commerce, foi anunciado pela Associação Brasileira das Empresas de Cartões de Crédito e Serviços (Abecs), que representa a indústria de meios eletrônicos de pagamento.

A solução, desenvolvida pelas bandeiras, permite que o consumidor faça o pagamento no check-out de lojas online sem precisar digitar dados do seu cartão de crédito, débito ou pré-pago, concluindo a compra em poucos cliques. Nesse primeiro momento, a solução só inclui o cartão de crédito, mas, em breve, irá adicionar o de débito.

As empresas de cartão já ofereciam essa solução, cada qual à sua maneira. Após um processo de padronização técnica, que incluiu discussões realizadas em um grupo de trabalho na Abecs, foram feitas adequações ao mercado brasileiro. Agora, o “Click to Pay” oferece permite que os consumidores tenham uma mesma experiência, independentemente da bandeira do cartão.

Aula Gratuita

Os Princípios da Riqueza

Thiago Godoy, o Papai Financeiro, desvenda os segredos dos maiores investidores do mundo nesta aula gratuita

E-mail inválido!

Ao informar os dados, você concorda com a nossa Política de Privacidade.

Segundo Nuno Lopes Alves, conselheiro da Abecs e responsável pela coordenação do projeto de padronização e expansão da modalidade na entidade, trata-se de uma evolução dos pagamentos na internet, pois une de maneira efetiva dois pilares da indústria de cartões: experiência e segurança. “Todos ganham com este sistema. O consumidor tem uma experiência mais rápida, simples e segura, e o estabelecimento comercial pode converter mais vendas e coibir tentativas de fraude”, diz.

Como funciona?

O “Click to Pay”, como o nome sugere, é uma via expressa para o cliente realizar seu pagamento online. Na prática, a modalidade é apresentada ao consumidor como uma opção de pagamento do e-commerce, junto às demais já conhecidas. Ao escolher o sistema, o usuário informa seu e-mail e passa por um rápido processo de autenticação em dois fatores.

Após a etapa de confirmação, no próprio e-commerce, o pagamento é finalizado, sem a necessidade de inserir informações pessoais e dados do cartão, como número, data de validade e código verificador. Isso é possível porque esses dados já estarão na base do “Click to Pay”, emitidos de acordo com a bandeira correspondente. Todas essas informações são tokenizadas, o que significa que dados sensíveis são transformados em credenciais digitais únicas e criptografadas.

Continua depois da publicidade

Quem oferece?

Neste primeiro momento, já é oferecida aos funcionários do Banco do Brasil e do Bradesco, que terão acesso automático à solução do “Click to Pay”, ou seja, as informações das suas credenciais de pagamento já estarão na base de dados para que a autenticação ocorra – não sendo necessário cadastro manual. Outros clientes poderão, em breve, realizar seu próprio cadastro na plataforma manualmente e, no decorrer da expansão, clientes de outros emissores de cartão serão inseridos no sistema de maneira massiva.

As empresas Amex e o Banco Santander estão na fila para participar da expansão no modelo da Abecs. “A expansão do ‘Click to Pay’ no Brasil é resultado de uma atuação conjunta do setor, que envolve bandeiras, adquirentes e emissores, na busca por inovação e aperfeiçoamento de soluções para o consumidor e o lojista”, afirma Lopes Alves. O início das transações via “Click to Pay” permitirá ao mercado acompanhar a evolução da solução e realizar possíveis ajustes, para que seja aperfeiçoada ao longo de 2024.

Sem abandono de carrinho

Para lojas online e o setor de comércio eletrônico em geral, a modalidade é um importante reforço na busca por maiores taxas de conversão de vendas, pois torna o processo de pagamento mais fluido, reduzindo o índice de abandono de carrinho, além de mitigar eventuais prejuízos com fraude.

Outro benefício importante é que, nas transações com o “Click to Pay”, a loja online não armazena dados sensíveis de cartão, uma vez que as transações são tokenizadas, o que pode reduzir obrigações e custos relacionados ao cumprimento de normas internacionais de segurança e prevenção a fraudes.

Débito em breve

Embora neste primeiro momento o “Click to Pay” esteja disponível apenas para compras com credenciais de crédito, o objetivo é ao longo do ano englobar também os cartões de débito. Dessa forma, por oferecer uma melhoria considerável de experiência em relação à autenticação e à segurança das transações, a modalidade abre caminho para aumento do uso do cartão de débito no e-commerce.

“A experiência é um ponto importante para o consumidor, mas ele só adota um meio de pagamento se sentir seguro. Acreditamos também no enorme potencial de inclusão digital com a possibilidade do uso do débito, para brasileiros que não têm acesso a crédito”, afirma Lopes Alves.

Anna França

Jornalista especializada em economia e finanças. Foi editora de Negócios e Legislação no DCI, subeditora de indústria na Gazeta Mercantil e repórter de finanças e agronegócios na revista Dinheiro.