Estado de alerta

Chuva em São Paulo suspende alguns serviços; veja lista

CPTM opera normal, com exceçõa da linha 9 - Esmeralda; metrôs funcionam nomalmente; linhas de ônibus não operam em algumas vias da cidade

SÃO PAULO – Após fortes chuvas na noite do último domingo (9) e na madrugada desta segunda-feira (10), São Paulo amanheceu com mais de 70 pontos de alagamento, o que atrapalhou o deslocamento das pessoas ao trabalho, fora diversas situações de perigo.

Segundo informações do Centro de Gerenciamento de Emergências Climáticas (CGE), o volume de água chegou a 67 milímetros nas últimas 24 horas, causando alagamentos, quedas de árvores, desabamentos, além de comprometer o trânsito e a circulação dos trens da CPTM.

O corpo de bombeiros de São Paulo emitiu uma nota pedindo para a população evitar sair de casa nesta segunda-feira (10) e não tentem enfrentar os alagamentos.

PUBLICIDADE

Para o mês de fevereiro a média esperada é de 216,7 milímetros e até ás 7h desta segunda-feira havia chovido cerca de 179,9 milímetros, que equivale a 83% da média esperada em apenas 10 dia.

Confira a situação de alguns serviços em SP:

 

Trem

Os trens da CPTM enfrentaram vários problemas na manhã desta segunda-feira (10), mas às 11h apenas a linha 9 -Esmeralda encontra-se com operação parcial e velocidade reduzida. Todas as outras voltaram a operar normalmente, segundo dados da CPTM.

O Plano de Ação Entre Empresas em Situação de Emergência (Paese) foi acionado a pedido da CPTM, em decorrência de problemas que afetaram a circulação dos trens na linha 9 – Esmeralda entre as estações Osasco e Santo Amaro, de acordo com a SP Trans.

Metrô

No metrô, também às 11h todas as estações funcionavam normalmente.

Ônibus

A circulação de ônibus municipais foi prejudicada. Segundo dados da SP Trans, suas equipes reforçaram o monitoramento da operação dos ônibus e orientam os passageiros em seus deslocamentos.

PUBLICIDADE

Os ônibus não circulam em vias como:

Av. das Nações Unidas
Av. Dr. Chucri Zaidan
Av. Marquês de São Vicente
Av. Prof Francisco Morato
Av. Pres Castelo Branco
Av. Santos Dumont (Bom Retiro)
Av. Nossa Senhora do Ó
Av. Braz Leme
Av. Giovanni Gronchi
Av. Interlagos
Av. Santo Amaro
Av. Miguel Estéfano
Av. 11 de Junho

Os 31 terminais de ônibus municipais estão operando normalmente e não há alagamento no interior desses equipamentos, entretanto, os ônibus têm dificuldade em realizar o atendimento devido ao acesso prejudicado pelos alagamentos, segundo a SP Trans.

Carros

Vale lembrar que o rodízio municipal de veículos foi suspenso nesta segunda-feira.

Já a Marginal Tietê e Marginal Pinheiros estão fechadas com pontos de alagamentos. Os bombeiros estão atuando para resgatar as pessoas que ficaram ilhadas em meio às chuvas.

Aeroportos

Os aeroportos de Congonhas e Guarulhos estão operando normalmente. A Azul informou que oito voos foram cancelados pela regulamentação das tripulações, que não conseguiram chegar aos aeroportos para assumir seus voos.

Ainda, quem perdeu o voo devido às chuvas poderá remarcá-lo sem custos ou solicitar o reembolso integral.

“A companhia ressalta que está prestando toda a assistência necessária a seus Clientes, conforme previsto na resolução 400 da Anac, e os reacomodará em outros voos da própria companhia. Além disso, a empresa irá proteger todos os Clientes que não estão conseguindo chegar nos aeroportos de Guarulhos e Congonhas em função dos pontos de alagamento em diversas regiões de São Paulo. As pessoas podem optar por remarcar seus voos para hoje ou amanhã sem custo. Também será possível solicitar o reembolso integral do bilhete.

A Latam informou que flexibilizou as regras de alteração de viagem para os passageiros com voos programados nos aeroportos de Congonhas e Guarulhos.

Para quem teve seus voos cancelados, a companhia permite alterar a data do voo sem cobrança de multa e diferença tarifária para nova data dentro da vigência do bilhete ou alterar origem/destino do voo sem cobrança de multa, mas sujeito à diferença tarifária e para período dentro da vigência do bilhete ou solicitar o reembolso do bilhete sem cobrança de multa.

Ainda, os passageiros que não tiveram voos cancelados ou reprogramados podem alterar a data do voo sem cobrança de multa e diferença tarifária para voo até 15 dias após a data do voo original ou alterar origem/destino do voo sem cobrança de multa, mas sujeito à diferença tarifária e para período dentro da vigência do bilhete ou solicitar o reembolso do bilhete sem cobrança de multa.

A Gol informou que 42 voos da Companhia (até às 16 horas de Brasília) que tinham como origem ou destino os aeroportos de Congonhas e Guarulhos tiveram de ser alternados ou cancelados.

“A companhia que está prestando total assistência aos clientes, que poderão remarcar suas viagens de e para os aeroportos de Guarulhos e Congonhas, sem a cobrança de taxas e de acordo com a disponibilidade, ou solicitar reembolso com crédito integral de suas passagens para usar em futuros voos”, disse a empresa em nota.

Emissão de Passaportes

Na região da Lapa de Baixo, a Polícia Federal de São Paulo suspendeu os atendimentos ao público. As pessoas requerentes de passaporte que tinham marcado horários para esta segunda-feira (10), não serão atendidas hoje, mas têm até dia 28 para comparecer, sem necessidade de reagendamento.

Audiências 

O Tribunal de Justiça de São Paulo também suspendeu os serviços nesta segunda-feira (10). Não haverá expediente em nenhuma unidade da capital paulista, segundo nota divulgada pelo TJSP.

“A medida é necessária em razão do caos que chuvas intensas e alagamentos estão causando na cidade. A Presidência do TJSP também informa que, aos funcionários que chegarem a suas unidades até as 11 horas e quiserem, espontaneamente, permanecer até 17 horas, quando todos serão dispensados, serão concedidas horas credoras”, diz a nota. 

Ainda, o Tribunal Regional do Trabalho da 2ª Região também anunciou a suspensão de prazos e de expediente em todas as unidades nesta segunda-feira. “Diante das fortes chuvas que atingiram a capital paulista, região metropolitana de São Paulo e Baixada Santista, a Presidência do TRT-2 suspendeu o expediente, o atendimento ao público e as audiências em todas as unidades”, diz a nota.

Segundo o TRT, os prazos processuais também foram suspensos, inclusive quanto aos processos que tramitam no Processo Judicial Eletrônico (PJe).

Escola 

Aulas estão mantidas em toda a rede municipal de ensino.

Leia também:

• Empresas debaixo d’água em SP; só no comércio, prejuízo pode ser de R$ 110 mi

• Trabalho remoto permite funcionamento do mercado financeiro em dia de caos em SP

Orientações

O Centro de Gerenciamento de Emergências Climáticas (CGE) divulgou algumas medidas simples para amenizar os efeitos dos alagamentos. Veja:

Evite transitar em ruas alagadas;

Se a chuva causou inundações, não se aventure a enfrentar correntezas;

Fique em lugar seguro. Se precisar, peça ajuda;

Mantenha-se longe da rede elétrica e não pare debaixo de árvores. Abrigue-se em casas e prédios;

Planeje suas viagens, para que haja menor possibilidade de enfrentar engarrafamentos causados por ruas bloqueadas;

Em caso de dúvida sobre vias bloqueadas, ligue para a central de atendimento da Companhia de Engenharia de Tráfego (CET) através do número 156 ou entre no site da CET para saber como está o trânsito nas principais vias.

Ainda, Thiago Alves, CEO Brasil da empresa de escritórios coworking, Regus & Spaces, informou por meio do seu LinkedIn que devido a falta de mobilidade causada pela chuva, “todos os lounges e coworkings das unidades da Regus e Spaces Brasil estarão liberados ao público geral sem custo em horário comercial nesta segunda-feira (10), mediante cadastro na hora com CPF e RG. Assim, se as pessoas não tem como se deslocar podem ao menos usufruir de um espaço profissional de trabalho em um dia caótico na capital”.

Para saber se tem alguma unidade perto de onde você está, basta acessar o site da Regus. São 34 unidades em São Paulo e o uso é mediante disponibilidade.