Em minhas-financas / cartoes

Guia do Cartão de Crédito - Por que vale a pena ter um cartão de crédito

Guia do Cartão de Crédito - Por que vale a pena ter um cartão de crédito

v class="show-for-large id-0 cm-clear float-left cm-mg-40-r cm-mg-20-b" data-show="desktop" data-widgetid="0" style="">

As vantagens de possuir um cartão de crédito são várias. Dentre elas, a mais importante é o fato de se tratar de uma forma alternativa de financiamento, disponível para um número cada vez maior de pessoas. O grande problema é que os juros do cartão estão entre os mais altos do mercado, de forma que é preciso muito cuidado ao usar o "plástico", para não acabar entrando no vermelho.

O uso de cartão permite que você não precise carregar uma grande quantia de dinheiro e até mesmo talão de cheques, o que significa maior comodidade e segurança. Como a administradora do cartão se compromete com o pagamento das compras, o pagamento em cartão funciona como um crédito pré-aprovado, de forma que você não precisa comprovar nada, a não ser que o cartão é seu, se for o caso.

Para quem viaja, também é possível utilizar o cartão para sacar dinheiro em qualquer caixa eletrônico conveniado, de forma que o cartão acaba funcionando como um cartão de débito.

0 Pagamentos
0 Saques
0 Financiamento

Cartão como meio de pagamento Voltar

Como uma das formas de pagamento mais difundidas no mercado, os cartões de crédito podem ser usados para adiar o pagamento de uma conta até a data de vencimento da fatura do cartão, o que permite uma administração mais eficiente dos seus recursos, pois é possível coincidir a data de vencimento com o pagamento do salário ou com o recebimento de outros rendimentos.

Além disso, com a introdução do pagamento parcelado sem juros através de cartão, as compras com cheques pré-datados têm diminuído cada vez mais. Neste caso, as prestações são lançadas normalmente nas faturas, de acordo com suas respectivas datas de vencimento. Se pagas em dia, não haverá cobrança de juros.


Cartão para saque Voltar

Outra comodidade dos cartões de crédito é a possibilidade de serem usados para sacar recursos da sua conta corrente quando você se encontra em viagem no exterior. Nestas situações, o cartão de crédito funciona de forma idêntica a um cartão de débito, pois não são cobrados juros, mas apenas tarifas pelo serviço de saque.

Para checar se você pode ou não usar o seu cartão de crédito para saque em um caixa eletrônico no exterior, será preciso checar a "bandeira do seu cartão". As bandeiras são as empresas que concedem as licenças que permitem o uso do sistema de pagamentos com o cartão de crédito. As bandeiras precisam se associar aos emissores de cartões para que o financiamento do crédito do seu cartão seja viabilizado.

As normas e regulamentos relacionados à emissão dos cartões, assim como a rede de aceitação local e internacional, são estabelecidas pelas bandeiras. No Brasil as principais bandeiras são Visa, Mastercard, Diners Club, American Express e RedeShop. Os cartões da Mastercard serão aceitos pelos caixas com símbolos Cirrus, Maestro ou MasterCard; já os da Visa serão aceitos por caixas que levem os nomes Plus ou Visa; e os do American Express pelos caixas que tenham o nome American Express.


Cartão como forma de financiamento Voltar

Certamente o cartão de crédito é uma forma rápida e eficiente de obter financiamento. Afinal, como mencionamos acima, as operadoras garantem o pagamento das faturas, de forma que os cartões funcionam como créditos pré-aprovados.

O cartão é usado como forma de financiamento sempre que, na hora de pagar a fatura, você não paga o valor integral, mas apenas parte do valor devido, ou quando usa o cartão para sacar dinheiro nos caixas eletrônicos no Brasil. O grande apelo dos cartões de crédito como forma de financiamento deve-se ao fato de que não é preciso passar por um processo de aprovação de crédito longo, e o limite do cartão é definido rapidamente, e, em geral dura pelo menos dois anos.

Outra vantagem reside no fato de que você pode determinar a data de vencimento das faturas e pagar à medida que seu orçamento permite, pois não existe um valor preciso das prestações, você paga aquilo que pode da fatura. Obviamente todos os valores não pagos sofreram incidência dos chamados juros rotativos, que estão em cerca de 10% ao mês, sendo uma das modalidades de financiamento mais caras do mercado. Exatamente por isso, o uso do cartão como forma de financiamento só é aconselhado em situações de extrema necessidade, quando outras formas de financiamento não são possíveis, e por prazos curtos de tempo.





 

Contato