Em minhas-financas / carros

Nova York pode começar a cobrar imposto de trânsito; veja como funciona

Espera-se que a taxa seja aprovada já em 1º de abril, mas a cobrança não deve acontecer até 2021  

Trânsito
(Shutterstock)

SÃO PAULO - Nova York deve se tornar a primeira cidade americana a cobrar do motorista uma taxa de congestionamento para entrar nos bairros mais movimentados da cidade.

Espera-se que o imposto seja aprovado já em 1º de abril, mas a cobrança da taxa não deve acontecer até 2021, de acordo com informações do New York Times.  

De acordo com Samuel I. Schwartz, membro da força-tarefa estadual que defende as taxas de congestionamento, os motoristas provavelmente pagarão algo entre US$ 12 e US$ 14 para carros e US$ 25 para caminhões durante o horário comercial.

O principal argumento é que as empresas de compartilhamento de carros, como Uber e Lyft, prometem menos trânsito, mas, na verdade um estudo mostrou que isso não passa de um mito. Além disso, com veículos autônomos nas ruas em breve, o congestionamento só piorará.

Traz resultados 

A ideia de cobrar taxas dos motoristas na tentativa de diminuir o trânsito não é nova. A medida já já funciona em Londres, Estocolmo e Cingapura. Em cada cidade, as taxas foram recebidas com muitas críticas, mas se mostraram eficazes na redução do tráfego, do congestionamento e da poluição do ar.

Em Londres, o número de veículos circulando em uma área de 20 km2 caiu 18% em 2003 (o primeiro ano de cobrança das taxas). As emissões de óxido de nitrogênio caíram 12% no mesmo período.

Nova York espera gerar mais de US$ 1 bilhão anualmente com taxas de congestionamento. Esse fluxo de receita seria usado para investir em melhorias para em um sistema de trânsito mais forte.

Invista seu dinheiro para realizar seus maiores sonhos. Abra uma conta na XP - é de graça. 

 

Contato