Em minhas-financas / carros

Fiat usa exoesqueleto para melhorar trabalho de funcionários em fábrica

A tecnologia do exoesqueleto é utilizada por funcionários da fábrica de Betim para melhorar a postura e diminuir o risco de lesões

Fiat exoesqueleto
(Divulgação)

Betim * – Quem já assistiu a algum dos filmes da franquia Homem de Ferro sabe que o personagem principal utiliza uma armadura, conhecida como exoesqueleto, que lhe garante muito mais força e poderes especiais como a possibilidade de voar, por exemplo.

Na fábrica da Fiat em Betim (MG) a tecnologia do exoesqueleto já é utilizada pelos funcionários para melhorar a postura e diminuir o risco de lesões. O equipamento atua reduzindo o esforço muscular e melhorando a condição ergonômica dos operadores da fábrica. Simples de vestir, o exoesqueleto acompanha os movimentos do funcionário - em uma situação de flexão das pernas, por exemplo, o peso do tronco é absorvido pelo exoesqueleto específico para este tipo de função. "Antes eu sentia o corpo mais cansado. Agora [o exoesqueleto] alivia o peso do corpo na hora de fazer o movimento", afirma o operador Marcelo Ângelo, que trabalha na regulagem do freio de mão dos veículos.

Ao todo, a montadora possui 14 conjuntos de exoesqueleto, divididos em três categorias (coluna lombar, ombros e membros inferiores), em uso nas linhas de produção.

Quer investir melhor? Clique aqui e abra uma conta na XP Investimentos

Os equipamentos são usados na regulagem de freio de mão (redução nos esforços provocados nas costas); montagem do reparo aerodinâmico (redução nos esforços musculares dos membros superiores); fixação do eixo Pitman (redução nos esforços provocados nas costas); e fixação da tranca do capô e da válvula inferior da porta (redução nos esforços provocados sobre os joelhos).

Após a experiência em Betim, novos conjuntos de exoesqueleto foram adquiridos para utilização na fábrica de Córdoba na Argentina, e na fábrica de motores de Campo Largo, no Paraná.

* O jornalista viajou a convite da montadora

 

Contato