Em minhas-financas / carros

Qual o segredo do Corolla, sucesso de vendas no Brasil e no mundo? InfoMoney testou

O conjunto do Corolla merece destaque. A combinação entre boa dirigibilidade, suspensão macia, desempenho e consumo de combustível pode ser considerada um de seus grandes atrativos

Corolla Altis
(divulgação)

SÃO PAULO – Campeão de vendas na categoria sedã médio no Brasil, o Toyota Corolla vai além e segue como carro mais vendido do mundo. Mas qual a explicação para tanto sucesso? A tradição da montadora japonesa e a fama de precisar de pouca manutenção explicam uma parte. Mas o Corolla parece ter um quê a mais que garante sua supremacia tanto no Brasil quanto em muitos outros países.

É bom lembrar que aquela velha máxima de que “em time que está ganhando não se deve mexer” não se aplica no mercado automobilístico. Isso porque de tempos em tempos é necessário repaginar os modelos e dar ares mais modernos principalmente na parte externa. Corre-se o risco da mudança não agradar ao público e o carro perder parte de seus admiradores – e potenciais compradores.

Não foi o que aconteceu com o Corolla. A última mudança deixou o sedan mais moderno e bonito, ganhou elogios e manteve o modelo na liderança de vendas na sua categoria no país, bem à frente do segundo colocado – o Civic. Só este ano o Corolla teve 24.267 unidades vendidas, enquanto o Civic vendeu 10.976 unidades até o final de maio, segundo a Fenabrave. O InfoMoney testou a versão topo de linha Altis 2.0 para tentar entender um pouco mais os motivos de tanto sucesso.

O conjunto do Corolla merece destaque. A combinação entre boa dirigibilidade, suspensão macia, desempenho e consumo de combustível pode ser considerada um de seus grandes atrativos. O espaço interno também agrada e o acabamento da versão testada, que é a topo de linha, é de boa qualidade. O painel tem revestimento em material sensível ao toque e os bancos em couro na cor bege são elegantes.

Já o design do painel de instrumentos gera controvérsia – muita gente acha quadrado e antiquado. O relógio digital que parece vir de um carro dos anos 90 também costuma criar polêmica. Mas nada disso parece preocupar ou tirar o interesse pelo modelo, pelo contrário. E de fato, quando se olha o conjunto do carro, alguns detalhes ficam menos importantes.

A versão testada vem bem completa com ar condicionado é digital e tem duas zonas, banco do motorista com ajustes elétricos e controle de velocidade de cruzeiro. A tela multimídia tem 7 polegadas e é bem completa, inclusive com TV digital, além de câmera de ré e GPS.

Por fora o Corolla tem linhas discretas e atraentes, com uma grade integrada ao farol, que é fino e alongado. A traseira é conservadora, mas também forma um bom conjunto visual.

Segurança

A versão Altis vem com 7 airbags: dois laterais, dois frontais, um de joelho (para o motorista) e dois de cortina. Todas as versões contam ainda com controle eletrônico de estabilidade e de tração, auxílio de partida em rampa, cintos de segurança traseiros laterais e central de três pontos, Sistema universal Isofix para fixação de cadeirinhas no banco traseiro.

A versão topo de linha conta ainda com sensor de chuva e acendimento automático dos faróis, chave com sensor de presença – é só chegar perto do carro com a chave no bolso que ele destrava automaticamente quando você puxa a maçaneta. Na hora de ligar o motor basta apertar o botão de partida eletrônica.

Um item que falta no modelo é o freio de mão eletrônico, presente no principal rival, o Civic.

Desempenho e consumo

O motor 2.0 é bom e tem bastante agilidade tanto na cidade quanto na estrada. O motorista faz ultrapassagens sem esforço já que as retomadas são consistentes e rápidas. O câmbio CVT ajuda e garante uma simulação de troca de marchas silenciosa e precisa.

Quer investir para comprar um carro? Clique aqui e abra uma conta na XP Investimentos

Na estrada o Corolla faz 8,8 km/l com etanol e 12,6 km/l com gasolina. Na cidade o consumo é de 7,2 km/l e 10,6 km/l com etanol e gasolina, respectivamente.

O preço da versão topo de linha é de R$ 118.850. Já a versão GLi sai por R$ 89.990, a XEi por R$ 105.690 e a XRS por R$ 111.270.

Veja fotos:

 

Contato