Em minhas-financas / carros

Volkswagen recebe multa máxima de Ibama por fraude

Montadora terá que fazer recall de veículos Amarok  

Volkswagen  Amarok Ultimate
(Divulgação)

 SÃO PAULO – A Volkswagen recebeu multa de R$ 50 milhões do Ibama por fraude em testes de emissão realizados em laboratório com veículos da linha Amarok 2011/2012. Foi aplicado o valor máximo da multa por veículo adulterado, chegando à cifra de R$ 170,570 milhões. 

 Caberia ainda um acréscimo de 40% sobre o valor, o que elevaria a multa para R$ 238,798 milhões, considerando os atenuantes e os agravantes do caso. No entanto, o valor final foi fixado em R$ 50 milhões em razão do limite estabelecido por lei para multas ambientais, explica o Ibama.

 Em sua defesa, a Volkswagen tentou demonstrar que o software instalado nos carros para adulterar o padrão de emissões durante testes laboratoriais não estaria ativo e não seria efetivo para burlar medições. 

 No entanto, relatório concluído pela Companhia Ambiental do Estado de São Paulo (Cetesb) em janeiro deste ano a pedido do Ibama aponta que os veículos Amarok testados continham dispositivo que reduzia em 0,26g/km, em média, a emissão de poluentes durante ensaios de laboratório.

 “Se não fosse pela ação do dispositivo, as emissões de óxidos de nitrogênio superariam o limite regulamentado – em média, atingiram 1,101g/km – e, portanto, os veículos teriam sido reprovados nos testes”, aponta o trecho da decisão apresentada pelo Ibama na terça-feira (21). A montadora ainda pode entrar com recurso. 

 O Ibama também determinou que a empresa realize o recall dos veículos Amarok que contêm dispositivo para reduzir as emissões de poluentes durante testes de laboratório. No total, 17.057 veículos Amarok continham um software que poderia otimizar os resultados de óxidos de nitrogênio durante os testes laboratoriais.

 

Contato