Em minhas-financas / carros

Farsa: mídia chinesa descobre polêmicas envolvendo ônibus que passa por cima dos carros

O TEB foi testado no início do mês e, desde então, jornais chineses têm descoberto alguns problemas envolvendo-o

TBE-1
(Reprodução/YouTube)

SÃO PAULO – O ônibus chinês que circula nas vias passando por cima dos carros foi testado no início de agosto no país, mas desde então tem levantado algumas polêmicas.

Alguns dias após o teste, o jornal chinês People’s Daily publicou que o TEB, abreviação para Transit Elevated Bus (Ônibus de Trânsito Elevado) não passou de um jogo publicitário, já que o teste teria sido de um percurso de apenas 300 metros e não levou em conta possíveis curvas que o ônibus teria que fazer e outras condições do trânsito.

Além disso, a altura do veículo também seria um problema para sua circulação: de acordo com a legislação chinesa, veículos que tenham até 4,5 metros de altura podem circular nas ruas, mas, embaixo o TEB, os carros deveriam ter uma altura máxima de 2,1 metros, criando um conflito com o que a legislação permite.

Outro ponto polêmico envolvendo o ônibus é o fato de que a responsável por produzi-lo, a TEB Technology, não possui nenhum contrato que estabelece parceria com a cidade de Henan, onde teria sido construído um Centro de Pesquisa e Desenvolvimento. Não somente essa, mas quase todas as parcerias da empresa seriam “de mentira”, de acordo com o site Global Times, também chinês.

A empresa por trás da TEB é a investidora Huaying Kailai, que, segundo os jornais locais, já foi acusada de arrecadar dinheiro ilegal – e provavelmente não vai conseguir cumprir com a promessa de retornar entre 10% a 20% do valor investido aos investidores envolvidos.

A tecnologia utilizada pelo TEB permite que ele passe por cima dos carros na via, diminuindo o trânsito e melhorando o fluxo nas vias chinesas.

 

Contato