Em minhas-financas / carros-compra

Financiamentos de veículos registram queda de 29,8% em outubro

Dentro dos veículos leves, o consórcio foi o que registou melhor resultado

Locamerica 01 - Pátio
(Divulgação Locamerica)

SÃO PAULO - Os financiamentos de veículos no Brasil somaram 406.594 unidades em outubro, sendo 177.431 novas e 229.163 de usados. O volume representa queda de 29,8% em relação a outubro de 2014. Já considerando o acumulado do ano, as vendas financiadas de veículos atingiram 4.441.283 unidades, recuo de 15,1% na comparação com o ano passado. O levantamento realizado pela unidade de Financiamentos da Cetip leva em consideração automóveis de passeio, comerciais leves, motos e pesados.  

Dentre as modalidades de financiamento de veículos, considerando autos leves, motos e pesados, o consórcio apresentou a menor queda no acumulado do ano. Os dados consideram as aquisições de veículos por cotas contempladas, mas não quitadas de consórcio. Foram vendidas 711,5 mil unidades por meio de cotas de consórcio, queda de 2,7% em relação ao mesmo período do ano passado. Esse desempenho foi impulsionado principalmente pelos automóveis leves usados, que somaram 215,4 mil unidades comercializadas por meio do consórcio de janeiro a outubro, volume 17,9% maior do que o verificado no mesmo período do ano passado.

Os veículos usados também registraram uma queda menos acentuada em todas as categorias. Enquanto os financiamentos de automóveis leves novos somaram 108.651 unidades em outubro, baixa de 39,9% em relação ao mesmo período de 2014. Os usados totalizaram 210.088 unidades, queda de 22,8% na mesma base de comparação. No acumulado do ano, os carros novos totalizaram 1.209.963 unidades, recuo de 26,3%, enquanto os usados atingiram 2.265.455 unidades, volume 6,7%

Já em relação ao prazo médio de financiamento por tempo de uso, em outubro, o levantamento aponta que ficou praticamente estável, na comparação com o mesmo período de 2014, em todas as categorias. Os automóveis leves novos apresentaram um prazo médio de 37 meses, enquanto o prazo para os de quatro a oito anos de uso ficou em 42,7 meses.

 

Contato