Carreiras que ‘brigam’ com o governo ganharão vagas em concursos; veja lista

Servidores do BC estão em operação-padrão em busca de mudanças específicas de reestruturação de carreira

Estadão Conteúdo

Fachada do Banco Central do Brasil

Publicidade

Carreiras que estão discutindo demandas específicas com o governo federal foram contempladas com o anúncio, feito na manhã desta terça-feira (18), sobre novas vagas em concursos públicos pela ministra da Gestão e Inovação, Esther Dweck.

Esse é o caso do Banco Central e da Agência Nacional de Mineração (ANM), que estão em operação-padrão e em greve, respectivamente, em busca de mudanças específicas de reestruturação de carreira.

Para o Sindicato Nacional dos Funcionários do Banco Central (Sinal), a realização de concurso antes da reestruturação da carreira não atende ao pleito dos servidores, e a operação-padrão deve ser endurecida. Na ANM, já foram feitas três paralisações este ano, cobrando concursos e a reestruturação da agência.

Masterclass

O Poder da Renda Fixa Turbo

Aprenda na prática como aumentar o seu patrimônio com rentabilidade, simplicidade e segurança (e ainda ganhe 02 presentes do InfoMoney)

E-mail inválido!

Ao informar os dados, você concorda com a nossa Política de Privacidade.

Essas demandas já fizeram a ministra Dweck afirmar que esses servidores estariam entre as primeiras categorias a terem mesas específicas de negociação instaladas pelo governo federal.

Veja quais órgãos terão concurso e a quantidade de vagas:

Total: 2.480 vagas

Continua depois da publicidade

Veja a distribuição de vagas para quem já foi aprovado em concurso:

Total: 546 vagas