Transporte

Após acidente de Rodrigo Mussi, passageiro da 99 que não usar cinto de segurança pode perder corrida

Acidente com ex-BBB ganhou repercussão e jogou luz sobre a importância do item de segurança, tanto para motoristas como passageiros

Por  Equipe InfoMoney -

O aplicativo de caronas compartilhadas 99 anunciou um novo recurso em suas plataformas: o motorista poderá cancelar a viagem caso o passageiro se recuse a usar o cinto de segurança — sem sanção ao condutor.

O anúncio ocorre dias depois do acidente de Rodrigo Mussi. O ex-BBB estava em um veículo conduzido por um motorista parceiro da 99. No acidente, ocorrido na Marginal Pinheiros, Mussi estava sem o equipamento de segurança e foi arremessado para o lado de fora do veículo.

O acidente ganhou repercussão e jogou luz sobre a importância do uso do item de segurança, tanto para motoristas como passageiros. Sobre o acidente, a 99 diz que vem prestando assistência à família do ex-BBB.

“Nas próximas semanas, haverá um espaço dedicado para motoristas e passageiros reportarem viagens sem o uso do cinto de segurança – ou seja, com mais facilidade no app. Usuários que desrespeitarem as regras receberão alertas educativos e até bloqueios, em casos de reincidência”, afirma a empresa, por nota.

Segundo a 99, uma série de ferramentas vêm sendo desenvolvidas para fomentar a segurança nas corridas. Incluindo medidas extras como ações massivas de educação e implementação de banners de avisos adicionais que pedem o uso do cinto de segurança antes do início das corridas. Em breve, mensagens de voz também serão adicionadas.

9 formas de transformar o seu Imposto de Renda em dinheiro: um eBook gratuito te mostra como – acesse aqui!

Compartilhe