Abecs cria dois canais para facilitar comunicação com usuário de cartão de crédito

Site facilita comunicação entre emissora de cartões e Procons, enquanto outro serviço recebe queixas do consumidor

Evelin Ribeiro

Publicidade

SÃO PAULO – Um novo canal de comunicação poderá ajudar os consumidores a resolver problemas com cartões de crédito. Lançado pela Abecs (Associação Brasileira das Empresas de Cartões de Crédito e Serviços), o Ceap (Central Especial de Atendimento aos Procons) visa a “aperfeiçoar o relacionamento do setor de meios de pagamento eletrônicos com os órgãos do Sistema Nacional de Defesa do Consumidor”.

O presidente da Abecs, Paulo Caffarelli, afirma que a adesão ao Ceap não é obrigatória a todos os emissores, o que permite o ingresso de novos bancos a qualquer momento. “Nosso objetivo é agilizar a solução de conflitos. A expectativa é diminuir grande parte das reclamações no ato do contato feito pelos Procons”, disse.

Outro canal, este hospedado no próprio site da Abecs, permite receber denúncias e manifestações dos consumidores às empresas do setor. Chamado Espaço Consumidor, o canal oferece três tipos de questionários: problemas gerais no cartão de crédito, envio de cartão sem solicitação e problemas com o programa de fidelidade.

Masterclass

O Poder da Renda Fixa Turbo

Aprenda na prática como aumentar o seu patrimônio com rentabilidade, simplicidade e segurança (e ainda ganhe 02 presentes do InfoMoney)

E-mail inválido!

Ao informar os dados, você concorda com a nossa Política de Privacidade.

As queixas são enviadas às empresas, para que ela entre em contato com o consumidor para resolvê-las. Segundo a Abecs, se o sistema receber um número relevante de ocorrências, para uma mesma instituição, a associação pode iniciar um procedimento investigativo e abrir um processo disciplinar.

“Mais um importante mecanismo de disciplina foi criado pelo sistema de autorregulação da Abecs, visando ao aprimoramento de um setor altamente promissor e que representa o meio de pagamento mais utilizado pela sociedade brasileira atualmente”, declarou Caffarelli.

Tópicos relacionados