Impostos

12 produtos que os impostos no Brasil são maiores que a média internacional

Segundo estudo realizado em 22 países, os impostos no Brasil são os campeões em sete dos itens analisados

Por  Gladys Ferraz Magalhães

SÃO PAULO – Os consumidores brasileiros pagam um dos mais altos impostos em vendas e consumo no mundo. A constatação é de pesquisa da UHY, rede internacional de contabilidade e consultoria, representada no Brasil pela UHY Moreira-Auditores.

De acordo com o levantamento, realizado em 22 países, incluindo todos os membros do G8, os impostos no Brasil são maiores que a média internacional nos 12 produtos pesquisados e são os campeões em sete destes itens.

Abaixo é possível observar a média internacional de impostos e o que é cobrado no Brasil para os itens analisados.

Impostos
ProdutoBrasilMédia Internacional
*Fonte: UHY
Pão de forma16,1%6,01%
Chocolates32,3%11,47%
Jornal32,3%9,14%
Conta de eletricidade27,3%13,08%
Refeição em restaurante27,2%11,21%
Ipad42,2%14,85%
Gasolina41,8%36,22%
Voo internacional27,3%11,14%
Smoothie de frutas27,3%11,45%
Cigarros78,5%51,25%
Camiseta infantil27,2%10,95%
MP327,3%11,24%
CDs42,3%15,20%
Vinho44,3%22,77%
Serviço profissional14,3%12,04%
Cinema14,3%11,09%

Brasil X Outros países
Dentre os produtos pesquisados, o Brasil não lidera em pão de forma, no qual o país ocupa a quarta colocação, com 16,1% do preço do produto correspondendo a impostos. Neste caso, o país perde para Romênia (19,4%), China (19%) e Eslováquia (16,7%). Gasolina, que com 41,8% de impostos, coloca o Brasil atrás da Irlanda (60,5%), França (59,1%), Alemanha (58,5%), Itália (57,8%), Reino Unido (57,7%), Holanda (50,2%), Índia (48,6%), Israel (48,2%), Eslováquia (48%) e República Checa (45%).

Voo internacional, serviço profissional e cinema são os outros itens que o Brasil não lidera quando se trata do percentual de impostos na formação do preço do produto. No primeiro caso, o percentual por aqui é 27,3%, menor do que na Austrália (27,6%), Holanda (28%), Canadá (33%) e Índia (50%).

Em serviço profissional, o percentual de tributos no Brasil é de 14,3%, enquanto a Romênia cobra 19,4%, Irlanda (18,7%), Holanda (17,4%), Itália (17,4%), República checa (16,7%), Reino Unido (16,7%), França (16,4%) e Alemanha (16%). Já em cinema, os campeões são Índia (33,1%), Malásia (25%), Holanda (17,4%), Eslováquia (16,7%), Reino Unido (16,7%) e França (15,6%). O Brasil vem a seguir com 14,3%.

Compartilhe