Em mills

Receita líquida da Mills bate recorde ao somar R$ 199,1 milhões no 1º trimestre

Companhia ainda registrou novo recordo no Ebitda, ao alcançar R$ 86,2 milhões; investimentos somaram R$ 58,4 milhões

SÃO PAULO - A Mills (MILS3), empresa que atua no segmento de estruturas e serviços de engenharia, registrou um lucro líquido de R$ 32,7 milhões no primeiro trimestre de 2012, valor 47,2% superior ao mesmo período do ano passado. No mesmo sentido, a companhia registrou receita líquida recorde R$ 199,1 milhões, crescimento de 37,3% em relação ao primeiro trimestre de 2012.

A empresa revelou ainda um novo recordo no Ebitda (geração operacional de caixa), ao alcançar R$ 86,2 milhões no período, um crescimento de 63,2% em relação ao mesmo período do ano passado. Com isso, atingiu uma margem Ebitda (relação operacional entre a receita líquida e o Ebitda) de 43,3%, ante os 36,4% registrados nos três primeiros meses de 2011.

Em relação aos investimentos, a Mills somou R$ 58,4 milhões em crescimento orgânico no primeiro trimestre. A divisão Rental foi responsável por 44,5% dos investimentos realizados no trimestre. Jahu respondeu por 26,3%, construção por 15,5% e serviços industriais por 5,5%.

Perspectivas
A Mills revelou ainda em seu comunicado trimestral, que a demanda do mercado de construção pesada está voltando a ficar aquecida, conforme otimismo demonstrado do indicador de expectativa para a indústria da construção civil para os próximos seis meses, segundo pesquisa da CNI (Confederação Nacional da Indústria).

Além disso, os investimentos relacionados à Copa de 2014 e Olimpíadas de 2016 estão se intensificando. "Já estamos presentes em 10 estádios que serão utilizados na Copa e nas obras de mobilidade urbana do Rio de Janeiro e São Paulo, como Transoeste, Transcarioca, metrô linha 5 e monotrilho linha Ouro", afirma a empresa em relatório.

 

Contato