Prévia operacional

XP: total de ativos sob custódia sobe 23% no 4º trimestre de 2021; carteira de crédito cresce 164%

Ativos sob custódia atingiram R$ 815 bilhões, crescimento de 23% na comparação ano contra ano e de 3% na comparação com o terceiro trimestre

Por  Equipe InfoMoney -

Com uma captação líquida equivalente a R$ 13,6 bilhões por mês – ou de R$ 41 bilhões no quarto trimestre de 2021, quando ajustada por transferências de custódias concentradas – a XP Inc. (XPBR31) atingiu um valor total de Ativos Sob Custódia (Assets Under Custody, ou AUC) de R$ 815 bilhões em 31 de dezembro.

Apesar de a captação ajustada ter vindo abaixo dos R$ 47 bilhões contabilizados no terceiro trimestre do ano, o resultado mostrou, segundo a empresa, uma resiliência da rede de assessores de investimento (AAIs) em momentos de incerteza no cenário macroeconômico. É o que mostra a prévia operacional da XP referente ao quarto trimestre divulgada nesta terça-feira (11).

Os AUC tiveram crescimento de 23% no quarto trimestre na comparação ano contra ano e de 3% na comparação trimestral. Segundo a empresa, o crescimento na base anual reflete uma captação líquida de R$ 230 bilhões e uma desvalorização de mercado de R$ 75 bilhões.

No acumulado do ano, a captação líquida total foi de R$ 230 bilhões, um crescimento de 16% ano contra ano, enquanto a captação líquida ajustada por custódias concentradas total foi de R$ 176 bilhões, ou R$ 14,7 bilhões por mês – um crescimento de 25% ano contra ano.

No último trimestre, a base de clientes ativos da XP cresceu 23% em relação ao mesmo período de 2020 e 4% ante o terceiro trimestre, totalizando 3,4 milhões. A média mensal de adições de clientes caiu 23%, de 52.000, até setembro, para 40.000, em dezembro.

Segundo a XP, o resultado foi impactado principalmente por uma menor ativação na Clear, “dado o fraco momentum no mercado de ações”.

Um total de 1.106 assessores de investimento foram incluídos à rede da XP no quarto trimestre, uma queda de 7% em relação ao mesmo período do ano passado. Em 2021, a entrada foi de 4.409 AAIs, ante 3.724 em 2020 – um aumento de 18%.

Já a média de negociações diárias no varejo (DAT, na sigla em inglês) foi de 2,5 milhões no trimestre, uma queda de 5% na comparação trimestral, refletindo um cenário mais desafiador para as ações.

Em 2021, a DAT foi de 2,7 milhões, ante 2,4 milhões em 2020, dado um maior número de clientes operando ações e futuros, principalmente no primeiro trimestre do ano passado.

CONTINUA DEPOIS DA PUBLICIDADE

Carteira de crédito

A carteira de crédito do Banco XP atingiu R$ 10,2 bilhões em 31 de dezembro, registrando um aumento de 18% no trimestre e de 164% sobre o mesmo período de 2020. O duration da carteira é de 3,3 anos, com zero inadimplência superior a 90 dias.

A XP também atingiu R$ 4,4 bilhões de TPV (Total Purchased Value, da sigla em inglês) de cartões de crédito no trimestre, um crescimento de 35% comparado ao terceiro trimestre.

No início de dezembro, a empresa ampliou a base de clientes elegíveis ao cartão de crédito reduzindo o valor mínimo de investimentos para R$ 5 mil na marca XP.

O grupo atingiu NPS de 76 pontos em dezembro de 2021, ante 77 pontos em setembro. Sigla em inglês para “Net Promoter Score“, a metodologia mede a disposição dos clientes em recomendar produtos e serviços de uma empresa. O cálculo reflete a média das respostas nos seis meses anteriores.

As informações apresentadas são preliminares, não auditadas e estão sujeitas a revisão.

Onde Investir 2022: especialistas explicam o que fazer com seu dinheiro em ano eleitoral em um ebook gratuito!

Compartilhe