WEG (WEGE3) investirá R$ 100 mi em sistemas de baterias de lítio, Marcopolo (POMO4) aprova dividendos, BRF (BRFS3) divulgará balanço e mais

Confira os principais destaques do noticiário corporativo desta terça-feira (28)

Felipe Moreira

Publicidade

O radar corporativo desta terça-feira (28) traz o pagamento de dividendos da Marcopolo (POMO4), no valor total de R$ 86,5 milhões.

A Petrobras (PETR3; PETR4), por sua vez, recebeu duas indicações para conselho fiscal da estatal.

Na temporada de balanços, a Fras-Le (FRAS3) reportou lucro líquido de R$ 35,3 milhões no quarto trimestre de 2022 (4T22), montante 60,3% superior ao reportado no mesmo intervalo de 2021.

Treinamento Gratuito

Manual dos Dividendos

Descubra o passo a passo para viver de dividendos e ter uma renda mensal previsível, começando já nas próximas semanas

E-mail inválido!

Ao informar os dados, você concorda com a nossa Política de Privacidade.

O GPA (PCAR3) reverteu lucro e registrou prejuízo líquido consolidado de R$ 1,102 bilhão no 4º trimestre de 2022.

A temporada de balanços segue firme com a divulgação da BRF, Cosan, Hapvida Intermédica, Iguatemi, SulAmérica e Suzano. Com relação à BRF, para a Eleven, apesar da recuperação dos preços do frango no mercado doméstico, a demanda desaquecida e a alta dos preços dos grãos devem seguir pressionando as margens da companhia. As vendas dos natalinos devem contribuir positivamente para o resultado do trimestre, mas são insuficientes para compensar a elevação dos
custos. No mercado internacional, uma sobre oferta de frango segue pressionando os preços globais e consequente as margens de exportação.

Ibovespa hoje: acompanhe o que movimenta o mercado nesta terça-feira

Continua depois da publicidade

Já a WEG (WEGE3) investirá R$ 100 milhões até 2024 para expansão da capacidade de produção de packs de baterias de lítio no Brasil.

Confira mais destaques:

Petrobras (PETR3;PETR4)

A Petrobras (PETR3; PETR4) recebeu duas indicações para o conselho fiscal da empresa. Foram indicados Viviane Aparecida da Silva Varga e Otávio Ladeira de Medeiros, ambos como membros do Tesouro Nacional.

As indicações serão submetidas aos procedimentos de governança interna da companhia e depois pelo Comitê de Pessoas.

Marcopolo (POMO4)

O Conselho de Administração da Marcopolo (POMO4) aprovou o pagamento de dividendos por conta do exercício de 2022, no valor total de R$ 86,5 milhões, a serem pagos a partir do dia 04 de abril de 2023 à razão de R$ 0,092 por ação.

Os dividendos serão creditados com base nas posições dos acionistas do dia 06/03/2023.

Camil (CAML3)

A Camil informou a atualização do valor bruto unitário por ação ordinária de juros sobre capital próprio (“JCP”), para exclusão do cálculo de ações em tesouraria na data base de 22 de fevereiro de 2023, de modo que o valor bruto unitário por ação ordinária foi ajustado de R$ 0,071487089 para R$ 0,071507536.

WEG (WEGE3)

A WEG (WEGE3) investirá R$ 100 milhões até 2024 para expansão da capacidade de produção de packs de baterias de lítio no Brasil.

Além de aumentar as dimensões do prédio atual de fabricação, a Companhia também construirá uma nova fábrica para atender a demanda crescente do mercado de mobilidade elétrica e sistemas de armazenamento de energia. Os investimentos serão realizados no parque fabril de Jaraguá do Sul/SC, cidade sede da companhia.

O cronograma de investimentos e expansão da WEG foi dividido em duas etapas: a primeira, que envolve a ampliação imediata do prédio de fabricação atual; e a segunda, que prevê a conclusão da nova fábrica de packs de baterias para o 1º semestre de 2024.

TIM (TIMS3)

Em reunião realizada na segunda-feira (27), o Conselho de Administração da companhia tomou ciência da renúncia apresentada por Alberto Mario Griselli ao cargo de Diretor Financeiro (CFO) da companhia e elegeu Andrea Palma Viegas Marques para o cargo de CFO da empresa, com posse a partir da presente data.

A companhia reitera que o Alberto Mario Griselli seguirá acumulando o cargo de Diretor Presidente e, interinamente, o cargo de Diretor de Relações com Investidores.

Braskem (BRKM5)

As vendas de resinas da Braskem foram menores em relação ao 3T22 (-3%), em função da menor demanda de PP e PVC, como consequência do menor consumo de bens duráveis e materiais de construção civil impactados pelo aumento da taxa de juros para o controle da inflação no Brasil. Ante ao 4T21, o volume de vendas de resinas no mercado brasileiro permaneceu em linha.

As exportações foram maiores no 4T22 em comparação ao 3T22 (+3%), principalmente, em função de oportunidades no mercado internacional para exportação. Comparado ao 4T21, as exportações reduziram (-24%) em função de menores oportunidades no mercado internacional dado os elevados níveis de estoques na cadeia de transformação global.

CCR (CCRO3)

A CCR (CCRO3) celebrou junto à Agência Nacional de Transportes Terrestres (ANTT) o terceiro termo aditivo ao contrato que regulamenta a concessão relativa ao sistema rodoviário que liga os estados de São Paulo e Rio de Janeiro. O acordo autoriza temporariamente a implementação de um ambiente regulatório experimental, também chamado de “sandbox regulatório”, para o desenvolvimento de serviços, produtos ou soluções regulatórias do fluxo livre (free flow) na Rodovia BR-101/RJ, que interliga a capital fluminense até a Praia Grande, em Ubatuba, no litoral norte paulista.

Energisa (ENGI11)

A Energisa (ENGI11) informou que o consumo de energia caiu 1,2% em janeiro na comparação anual, para 3,08 mil gigawatts-hora (GWh).

GPA (PCAR3)

O GPA (PCAR3) registrou prejuízo líquido consolidado ajustado de R$ 1,102 bilhão no quarto trimestre de 2022, revertendo lucro de R$ 777 milhões no período de 2021.

A receita líquida, por sua vez, caiu 0,9% na base anual, para R$ 11,859 bilhões.

O Ebitda ajustado recuou 25,3%, para R$ 835 milhões no 4T22.

EDP (ENBR3)

A EDP (ENBR3) registrou prejuízo líquido de R$ 396,9 milhões no quarto trimestre de 2022, revertendo lucro de R$ 809,048 milhões do quarto trimestre de 2021.

A companhia aprovou a distribuição de R$ 803,6 milhões em proventos do exercício de 2022. Deste valor, R$ 651,2 milhões são referente a JCP, ou R$ 1,1506 por ação; outros R$ 152,4 milhão correspondem a dividendos, ou R$ 2,693 por ação.

Os valores serão pagos em 30 de junho deste ano.

Fras-Le (FRAS3)

A Fras-Le (FRAS3) reportou lucro líquido de R$ 35,3 milhões no quarto trimestre de 2022 (4T22), montante 60,3% superior ao reportado no mesmo intervalo de 2021, informou a companhia nesta segunda-feira (27).

O lucro antes juros, impostos, depreciação e amortização (Ebitda, na sigla em inglês) ajustado totalizou R$ 106,6 milhões no 4T22, um crescimento de 28,2% em relação ao 4T21.

Intelbras (INTB3)

A Intelbras (INTB3) registrou, no quarto trimestre do ano passado, lucro líquido de R$ 161 milhões contra R$ 122 milhões registrado no mesmo período do ano anterior. Isto representa uma alta de 31,4%.

Aura (AURA33)

A Aura Minerals (AURA33) obteve lucro líquido de R$ 12,3 milhões no quarto trimestre do ano. Esse resultado é 45,7% menor do que o registrado no mesmo período do ano anterior, quando havia sido de R$ 22,6 milhões.