Washington Mutual pode “brigar” com a FDIC por depósito de US$ 4,4 bilhões

Instituições discutem quem tem direito ao montante proveniente da aquisição do banco pelo JP Morgan há cerca de um mês

Equipe InfoMoney

Publicidade

SÃO PAULO – Segundo informações divulgadas nesta segunda-feira (20), o banco norte-americano Washington Mutual, recém-adquirido pelo JP Morgan, pode ser obrigado a lutar contra o FDIC (Federal Deposit Insurance Corporation) por um depósito de US$ 4,4 bilhões.

Especula-se que o órgão que regula os bancos de varejo dos EUA poderá reivindicar o dinheiro, pois foi ele quem subsidiou a transação entre as duas instituições há pouco menos de um mês, além de assegurar a integridade dos depósitos do Washington Mutual.

De acordo com as notícias veiculadas na mídia internacional, os US$ 4,4 bilhões seriam uma espécie de prêmio assegurado pelos esforços da FDIC em permitir a operação. No entanto, os executivos do banco afirmam que a medida não tem base jurídica e acenam com a possibilidade de resolver a pendência na Justiça.

Masterclass

As Ações mais Promissoras da Bolsa

Baixe uma lista de 10 ações de Small Caps que, na opinião dos especialistas, possuem potencial de valorização para os próximos meses e anos, e assista a uma aula gratuita

E-mail inválido!

Ao informar os dados, você concorda com a nossa Política de Privacidade.

A operação

A operação a que o conflito se refere foi realizada o dia 26 de setembro, quando para evitar um processo de bancarrota como verificado no caso do Lehman Brothers, o JP Morgan comprou por US$ 1,9 bilhão as atividades bancárias do Washington Mutual, que encontrava-se praticamente falida