Bolsas de NY fecham mistas, depois de operarem em baixa durante o dia, com Fed e Nvidia

O índice Dow Jones subiu 0,13%, aos 38.612,24 pontos; o S&P 500 também avançou 0,13%, aos 4.981,80 pontos; e o Nasdaq cedeu 0,32%, aos 15.580,87 pontos

Estadão Conteúdo

(Getty Images)

Publicidade

As bolsas de Nova York fecharam mistas, em uma surpreendente virada nos últimos minutos de pregão, depois de passarem o dia inteiro em baixa. Investidores exerceram cautela diante da publicação da ata do Federal Reserve (Fed) e das expectativa para o balanço da Nvidia.

O índice Dow Jones subiu 0,13%, aos 38.612,24 pontos; o S&P 500 também avançou 0,13%, aos 4.981,80 pontos; e o Nasdaq cedeu 0,32%, aos 15.580,87 pontos.

A ata da última reunião de política monetária do Federal Reserve (Fed) reiterou que os banqueiros centrais americanos não sentem urgência para começar a cortar juros. A divulgação à tarde manteve certo mau humor que já imperava desde a abertura do mercado, ao reforçar levemente apostas no início do ciclo de relaxamento apenas em junho.

Masterclass

As Ações mais Promissoras da Bolsa

Baixe uma lista de 10 ações de Small Caps que, na opinião dos especialistas, possuem potencial de valorização para os próximos meses e anos, e assista a uma aula gratuita

E-mail inválido!

Ao informar os dados, você concorda com a nossa Política de Privacidade.

O aguardo pelos resultados da Nvidia (-2,85%) pesou no sentimento ao longo da sessão, já que a gigante de chips tem previsões bastante altas para superar se quiser agradar investidores. O mercado espera lucro por ação de US$ 4,59 e receita de US$ 20,4 bilhões, segundo analistas ouvidos pela FactSet. “A companhia precisará surpreender de novo para justificar a enorme valorização no preço de sua ação. Ela subiu 44% em 2024 e impressionantes 236% ao longo dos últimos 12 meses”, observou a analista Susannah Streeter, da Hargreaves Lansdown.

De toda forma, os números da empresa – a quarta maior em valor de mercado no mundo – deverão trazer algum insight sobre o desempenho das empresas de tecnologia, sobretudo aquelas do segmento de chips. Entre outras big techs, Meta caiu 0,68%, Microsoft cedeu 0,15% e Alphabet avançou 1%. A Amazon valorizou 0,90%, na esteira de notícias sobre entrada da empresa no índice Dow Jones e de vendas de ações pelo fundador Jeff Bezos.

A Boeing recuou 0,89%, no dia em que anunciou a saída da empresa de Ed Clark, o chefe responsável pela linha de aeronaves 737 MAX, que apresentaram falhas técnicas neste ano. No seu lugar, entra Katie Ringgold.