Levantamento

Volume de aluguéis de ações sobe em março e bate recorde; confira os ativos com as maiores taxas

Levantamento da Economatica mostra que estoque em fevereiro havia sido recorde, de R$ 73,2 bi, e recuo tem relação direta com a queda da bolsa

ações bolsa gráfico índice mercado
(Shutterstock)

SÃO PAULO – Em meio à derrocada do mercado em março por conta do surto do novo coronavírus, o estoque financeiro do BTC (Banco de títulos da CBLC) teve forte recuo de 18,8% ante fevereiro, ficando em R$ 59,4 bilhões no mês passado. As informações são da Economatica.

Segundo o levantamento, o estoque em fevereiro havia sido recorde, de R$ 73,2 bilhões e este recuo verificado tem relação direta com a queda da bolsa, com o Ibovespa recuando 29,9% em março.

A queda do estoque pode ter relação com dois fatores principais. No primeiro, conforme investidores foram se desfazendo de suas posições com a piora da bolsa, menos ações ficaram disponíveis para aluguel. Enquanto o outro seria a própria queda do valor dos papéis, que também reduz o volume movimentado.

PUBLICIDADE

De acordo com a Economatica, por outro lado, a quantidade de contratos efetuados no mês de março atingiu o maior valor histórico, com 273,3 mil contratos. O recorde anterior aconteceu em janeiro deste ano, com 199,7 mil contratos efetuados. O volume financeiro de contratos negociados também bateu sua máxima, chegando a R$ 110,04 bilhões.

Confira os dados:

(Economatica)
(Economatica)

Outro dado verificado pela consultoria foi uma forte queda, de 21,09% no valor médio por contrato em março quando comparado com o mês anterior, ficando em R$ 402,7 mil. “Devemos lembrar que esta queda tem influência direta da desvalorização das ações no mês de março”, diz a Economatica.

Ações com maiores taxas e estoques

O levantamento também apontou dados específicos para cada ação. De acordo com a Economatica, a ação da Arezzo (ARZZ3) tem a maior taxa de aluguel em 1 dia de tomador com 49,8% a.a., seguida pela GOL (GOLL4), com 34,62% de taxa média de tomador.

Dos 20 ativos da amostra, dois são ETF´s, quatro setores com duas ações cada e 10 setores com um papel cada um. Confira abaixo:

(Economatica)

Também foram levantados os ativos com maior estoque de aluguel, em que o ETF do Ibovespa, BOVA11, lidera, com R$ 4,5 bilhões. Em 16 de março houve o maior estoque de aluguel dos últimos doze meses, com R$ 6,3 bilhões.

PUBLICIDADE

Além disso, o tempo necessário para zerar as posições do estoque de aluguel é de três dias, considerando o volume financeiro médio diário do mês de março de 2020.

Na sequência ficou a ação da Vale (VALE3), com estoque de R$ 3,9 bilhões, sendo o tempo necessário para zerar as posições de dois dias.

Entre os 20 ativos com maior estoque de BTC são dois ETF´s e 18 ações, sendo quatro ações ligadas ao sistema financeiro, duas a Previdência e Seguros e outros 12 setores com uma ação cada. Confira:

(Economatica)

Como se tornar um trader consistente? Aprenda em um curso gratuito os set-ups do Giba, analista técnico da XP, para operar na Bolsa de Valores!