Viveo (VVEO3) pede registro de oferta pública de ações; operação pode movimentar R$ 1,4 bilhão

A Viveo pretende utilizar integralmente os recursos líquidos provenientes da oferta primária para capital de giro

Estadão Conteúdo

Viveo (Foto: Divulgação)

Publicidade

A Viveo (VVEO3) informou há pouco que protocolou na Comissão de Valores Mobiliários (CVM) pedido de registro de oferta pública de distribuição primária e secundária de ações. Baseando-se na cotação de fechamento dos papéis ações em 21 de julho, de R$ 21,80, o montante total da oferta poderá alcançar R$ 800.000.006,40, sem considerar a colocação das ações adicionais, e R$ 1.410.400.006,40, considerando lotes extras.

A oferta compreende, inicialmente, a distribuição primária de 36.697.248 novas ações. Já a oferta secundária prevê a venda de ações da Genoma VI Fundo de Investimento em Participações Multiestratégia.

As ações da oferta prioritária serão destinadas exclusivamente à colocação perante os acionistas e as ações remanescentes da oferta prioritária (se houver), em conjunto com as Ações Adicionais da Oferta Secundária serão destinadas à colocação perante investidores profissionais.

Masterclass

As Ações mais Promissoras da Bolsa

Baixe uma lista de 10 ações de Small Caps que, na opinião dos especialistas, possuem potencial de valorização para os próximos meses e anos, e assista a uma aula gratuita

E-mail inválido!

Ao informar os dados, você concorda com a nossa Política de Privacidade.

Até a data da conclusão do procedimento de bookbuilding, previsto para 1 de agosto, a quantidade de ações inicialmente ofertada poderá ser acrescida em até 76,30%, ou seja, em até 28 milhões de ações.

A Viveo pretende utilizar integralmente os recursos líquidos provenientes da oferta primária para capital de giro, visando reforço de caixa e uma estrutura de capital eficiente e otimizada.

A oferta será realizada sob coordenação do Itaú BBA, BTG Pactual, UBS Brasil, Citigroup Global, Bradesco BBI, Santander (Brasil), Bank of America e Goldman Sachs do Brasil.