Vice-premiê da China pede mais apoio para empresas listadas em meio à turbulência no mercado

Os formuladores chineses de políticas tomaram medidas para apoiar os mercados de ações do país após as recentes quedas acentuadas

Reuters

BEIJING, CHINA - JANUARY 06: (CHINA OUT) Investors observe stock market at an exchange hall on January 6, 2016 in Beijing, China. Chinese stock market rebounded after two days' decline. The Shanghai Composite Index rose 22.53 points, or 0.69% to 3310.24 points and Shenzhen Composite Index ran up 45.83, or 0.40% to 11513.89 points. (Photo by VCG/VCG via Getty Images)

Publicidade

PEQUIM (Reuters) – O vice-primeiro-ministro da China, He Lifeng, pediu nesta segunda-feira um maior apoio às empresas listadas em bolsa, em um esforço para ajudar a estabilizar os mercados de capitais, informou a agência de notícias Xinhua, em meio a uma prolongada turbulência no mercado de ações.

Os formuladores chineses de políticas tomaram medidas para apoiar os mercados de ações do país após as recentes quedas acentuadas.

“As empresas listadas são um importante microfundamento para o desenvolvimento econômico de alta qualidade”, disse ele em uma videoconferência nacional sobre a promoção do desenvolvimento de empresas listadas.

Masterclass

As Ações mais Promissoras da Bolsa

Baixe uma lista de 10 ações de Small Caps que, na opinião dos especialistas, possuem potencial de valorização para os próximos meses e anos, e assista a uma aula gratuita

E-mail inválido!

Ao informar os dados, você concorda com a nossa Política de Privacidade.

“Promover o desenvolvimento de alta qualidade das empresas listadas ajuda a alcançar a autossuficiência tecnológica de alto nível, acelerar a construção de um sistema industrial moderno e aumentar a confiança do mercado.”

De acordo com o vice-premiê, os departamentos governamentais devem intensificar o apoio às empresas listadas de alta qualidade para aumentar a confiança e estabilizar os mercados de capitais.

Ele também abordou o financiamento imobiliário na conferência, observando que as localidades devem aproveitar a oportunidade para estabelecer e operar com eficiência mecanismos de coordenação de financiamento imobiliário urbano, acrescentou o relatório.

Continua depois da publicidade

Na segunda-feira, um tribunal de Hong Kong ordenou a liquidação do gigante do setor imobiliário China Evergrande Group, desferindo um novo golpe na confiança do frágil mercado imobiliário do país, à medida que os formuladores de políticas intensificam os esforços para conter o agravamento da crise.

Tópicos relacionados