Vale (VALE3) eleva em 15% produção de minério de ferro entre novembro e janeiro

O percentual mostra um ritmo de crescimento mais acelerado do que no quarto trimestre de 2023, quando a companhia elevou em 11% a produção de sua principal commodity versus o mesmo trimestre do ano anterior, para 89,4 milhões de toneladas

Reuters

Mineração da Vale em Minas Gerais (Mario Tama/Getty Images)

Publicidade

(Reuters) – A produção de minério de ferro da Vale (VALE3) entre novembro e janeiro cresceu 15% ante o mesmo período um ano antes, em meio a iniciativas que visam reduzir impactos sazonais de fortes chuvas em suas operações nesta época do ano, informou a companhia nesta segunda-feira em uma apresentação em congresso nos Estados Unidos.

O percentual mostra um ritmo de crescimento mais acelerado do que no quarto trimestre de 2023, quando a companhia elevou em 11% a produção de sua principal commodity versus o mesmo trimestre do ano anterior, para 89,4 milhões de toneladas.
Em dezembro, a produção mensal de minério de ferro foi a maior desde 2018, segundo a Vale.

O desempenho do quarto trimestre permitiu que a companhia superasse sua meta de produção programada para 2023, conforme a empresa informou anteriormente.
Como medidas para elevar a produção, a Vale buscou maior disponibilidade de minério no topo da cava, adotou medidas de prevenção de inundações na ferrovia e também trabalhou com estoque de minério de baixa umidade para blendagem durante a estação chuvosa, segundo slide de apresentação publicada ao mercado.

Masterclass

As Ações mais Promissoras da Bolsa

Baixe uma lista de 10 ações de Small Caps que, na opinião dos especialistas, possuem potencial de valorização para os próximos meses e anos, e assista a uma aula gratuita

E-mail inválido!

Ao informar os dados, você concorda com a nossa Política de Privacidade.

O período entre novembro e março costuma ser impactado por desafios sazonais relacionados a um maior volume de chuvas nas suas principais operações, no Pará e em Minas Gerais.

Uma das maiores produtoras globais de minério de ferro, a Vale afirmou que está “entrando em 2024 com capacidades operacionais mais robustas”.