Vale (VALE3) conclui venda da MRN, RD (RADL3) distribuirá JCP e Gol (GOLL4) contrata Seabury para auxiliar na revisão da estrutura de capital

Confira os principais destaques do noticiário corporativo desta segunda-feira (4)

Felipe Moreira

Publicidade

O radar corporativo desta segunda-feira (4) traz o pagamento de juros sobre capital próprio (JCP) no montante de R$ 87,1 milhões pela RD (RADL3).

Já a Vale (VALE3) concluiu a venda de sua participação de 40% na Mineração Rio do Norte S.A. (MRN).

A Gol (GOLL4), por sua vez, contratou Seabury para auxiliar na revisão da estrutura de capital.

Treinamento Gratuito

Manual dos Dividendos

Descubra o passo a passo para viver de dividendos e ter uma renda mensal previsível, começando já nas próximas semanas

E-mail inválido!

Ao informar os dados, você concorda com a nossa Política de Privacidade.

O conselho de administração da Whirlpool (W1HR34) aprovou a distribuição de dividendos intermediários no montante total de R$ 367,8 milhões.

Confira mais destaques:

Vale (VALE3)

A Vale (VALE3) concluiu a venda de sua participação de 40% na Mineração Rio do Norte S.A. (MRN), incluindo todas as obrigações e direitos associados, para a Ananke Alumina S.A., uma empresa afiliada à Norsk Hydro ASA.

Continua depois da publicidade

Essa transação marca a conclusão do principal programa de desinvestimento da Vale, que envolveu a venda de mais de 10 ativos non-core em vários continentes desde 2019. “Através desse programa, a Vale conseguiu simplificar e reduzir a exposição ao risco dos seus negócios, resultando na eliminação de despesas de até US$ 2,0 bilhões por ano”, informou a Vale.

RD (RADL3)

O conselho de administração aprovou a distribuição de juros sobre capital próprio (JCP) da RD (RADL3) no montante total bruto de R$ 87,1 milhões, para pagamento até o dia 31/05/2024, em data a ser oportunamente fixada pela administração.

O valor bruto a ser pago por ação é de R$ 0,050805469 e não sofrerá atualização monetária. O benefício aplica-se à posição acionária do dia 06/12/2023, sendo certo que, a partir de 07/12/2023, as ações da companhia serão negociadas “ex juros sobre capital próprio”.

Gol (GOLL4)

A companhia aérea Gol (GOLL4) contratou a consultoria financeira Seabury Capital para auxiliar no processo de revisão da sua estrutura de capital, incluindo a gestão de passivos, transações financeiras e outras medidas que visam melhorar a liquidez e ajustar a frota de curto e médio prazos.

“Como parte desse contrato, a Seabury, trabalhando em conjunto com a Skyworks, prosseguirá com as negociações em andamento com seus arrendadores de aeronaves com o objetivo de alcançar uma reestruturação consensual abrangente das obrigações da frota da Gol”, afirmou a companhia aérea.

Klabin (KLBN11)

A Klabin (KLBN11) recebeu revisão de avaliação da agência de risco S&P Global, relativo à projeção do ebitda para 2024, incorporando preços de celulose e papel mais baixos devido à fraca demanda global e ao aumento de capacidade.

Esses fatores farão com que as margens da empresa caiam para cerca de 36,5% em 2024, ante 40,5% na projeção anterior, e em comparação com 37% esperado para 2023.

“Além disso, a contínua necessidade de madeira de terceiros para a primeira fase do PUMA II pesa sobre as margens da Klabin”, diz o relatório da Klabin.

Para 2025, projetamos uma margem ebitda próxima dos níveis históricos de 40% em função dos preços mais elevados e, em menor escala, das medidas de eficiência que diminuirão os custos totais.

Alpargatas (ALPA4)

A Dynamo Administração de Recursos e Dynamo Internacional Gestão de Recursos informaram que o conjunto de veículos geridos discricionariamente por referidas empresas passou a deter 32.389.722 ações preferenciais, representativas de 9,43% do total de ações preferenciais de emissão da Alpargatas.

Os veículos são detentores, ainda, de 3.613.591 ações preferenciais da Companhia em empréstimos doadores e de 718.600 ações ordinárias de emissão da Companhia.

Serena (SRNA3)

A Ômega Energia mudou de nome e ticker. A partir deste dia 4, a empresa passa a se chamar Serena Energia e irá operar no pregão sob o código SRNA3.

Tais alterações são resultado da mudança de marca anunciada ao mercado em 31 de outubro de 2023 e da alteração da denominação social da Companhia, aprovada na Assembleia Geral Extraordinária (AGE), realizada nesta sexta-feira (1).

Log-In (LOGN3)

A Log-In informou que foram promovidas algumas modificações em sua estrutura organizacional que resultarão na criação de duas VicePresidências e uma Diretoria em sua estrutura, além da reorganização das atuais Diretorias no novo organograma da companhia.

Whirlpool (W1HR34)

O conselho de administração da Whirlpool (W1HR34) aprovou a distribuição de dividendos intermediários no montante total de R$ 367.836.000,00 equivalente a R$ 0,2373 para cada ação ordinária e a R$ 0,2610 para cada ação preferencial, e a distribuição de dividendos intercalares no montante total de R$ 159.898.000,00 equivalente a R$ 0,1031 para cada ação ordinária e a R$ 0,1135 para cada ação preferencial.

O pagamento terá como beneficiários os acionistas que estiverem inscritos nos registros da companhia na data de 06 de dezembro de 2023.

As ações ordinárias e preferenciais da companhia passarão a ser negociadas “ex-dividendo” a partir de 07 de dezembro.

O pagamento será realizado em uma única parcela, no dia 18 de dezembro de 2023.

CPFL (CPFE3)

A CPFL Energia (CPFE3) informou a entrada em operação do comercial do empreendimento do Lote 06, do Leilão de Transmissão nº 001/2020, realizado em dezembro de 2020.

A entrada do lote ocorre com 10 meses de antecedência em relação ao prazo disposto pela Agência Nacional de Energia Elétrica (Aneel). A Receita Anual Permitida (RAP) deste empreendimento, homologada para o ciclo 2023-2024, é de R$ 11,5 milhões.

O contrato prevê a construção da Subestação 230/138 kV Cachoeirinha 3, incluindo obras de seccionamento de linhas de transmissão 230 kV e 138 kV, as entradas de linhas correspondentes na nova subestação e a aquisição dos equipamentos necessários às modificações, substituições e adequações nas entradas de linhas das subestações existentes.

A entrada em operação da referida Subestação beneficiará aproximadamente 200 mil unidades consumidoras dos Municípios de Canoas, Cachoeirinha, Esteio, Sapucaia do Sul, São Leopoldo e Taquara, no Estado do Rio Grande do Sul.