Mineração

Vale decide arrendar mina de níquel de R$ 2 bilhões no Piauí, diz governo

Representantes da Brazilian Nickel se reuniram com autoridades do Piauí na semana passada para apresentar propostas ao governo local

RIO DE JANEIRO – A Vale decidiu arrendar direitos minerários de níquel no Piauí de um projeto com investimento estimado em 2 bilhões de reais, informou nesta quarta-feira a superintendente de Projetos do governo do Estado, Lucile Moura.

A empresa de mineração Brazilian Nickel venceu licitação realizada pela Vale para concluir estudos que definirão o projeto, afirmou à Reuters a representante do governo do Piauí.

Representantes da Brazilian Nickel se reuniram com autoridades do Piauí na semana passada para apresentar propostas ao governo local.

“Eles saíram daqui otimistas. Devem terminar esses estudos entre junho e julho”, disse Lucile.

Procurada, a Vale, uma das maiores produtoras de níquel do mundo, afirmou que não comenta negociações em andamento.

Em meio a perspectivas mornas de demanda por minérios, a segunda maior mineradora do mundo resolveu vender ativos e adiar projetos para enxugar custos, investindo no que considera mais importante e com expectativa de retorno em prazos mais breves.

A jazida da Vale tem uma expectativa de conter 25 milhões de toneladas de níquel. A mina está localizada em Capitão Gervásio, região sul do Piauí, e já conta com uma planta piloto.

Já foram investidos 120 milhões de reais em prospecção e certificação, entre outros itens, segundo a superintendente.

A Vale possui minas nos maiores países produtores de níquel, como o Canadá. Também produz níquel na Indonésia, Nova Caledônia e tem projetos no Brasil, além de refinarias no Japão, Coreia do Sul e Taiwan.

PUBLICIDADE

Não foi possível contatar imediatamente a Brazilian Nickel.