Primeiro pregão

Unit do BR Partners (BRBI11) fecha em alta de 3,44% em estreia na B3, após subir mais de 18% na máxima do dia

Na semana passada, o banco de investimento precificou a sua oferta pública inicial de ações (IPO, em inglês) em R$ 16,00 por unit

arrow_forwardMais sobre
3D Word IPO with Target on Chalkboard Background - 3D Rendering
(Getty Images)

O BR Partners (BRBI11) estreou as suas units BRBI11 na B3 nesta segunda com ganhos, mas longe das máximas do dia. O ativo fechou com alta de 3,44%, a R$ 16,55, após chegar a subir 18,56%, a R$ 18,97, na máxima do dia.

Na semana passada, o banco de investimento precificou a sua oferta pública inicial de ações (IPO, em inglês) em R$ 16,00 por unit, no piso da faixa indicativa de R$ 16,00 a R$ 19,00. A oferta restrita movimentou R$ 364 milhões.

Dos recursos que estão indo para o caixa, o banco mira crescimento, com reforço da estrutura de capital e o fortalecimento de balanço da companhia, permitindo a expansão dos seus negócios nas áreas de crédito estruturado, mercado de capitais e tesouraria.

O BR Partners tinha tentado fazer sua oferta no ano passado, mas postergou a operação por conta da volatilidade do mercado. Neste ano, ao retomar a operação, decidiu em fazer a oferta destinada para investidores institucionais, como fundos de investimentos.

O banco de investimento tem registro Nível 2 de governança corporativa na B3.

O BR Partners lançou mão de uma regra da Comissão de Valores Mobiliários (CVM) que permite uma oferta sem registro – o que a torna mais célere, mas impede, nesse primeiro momento, o investimento vindo de pessoas físicas.

BTG Pactual, Itaú BBA e XP coordenam a oferta.

(com Reuters e Estadão Conteúdo)

Curso gratuito do InfoMoney mostra como você pode se tornar um Analista de Ações. Inscreva-se agora.

PUBLICIDADE