Na Real na TV

Três nomes no Supremo são favoritos para substituir Teori Zavascki na Lava Jato

O programa desta semana analisa o processo de sucessão do ministro Teori Zavascki no Supremo Tribunal Federal, morto em tragédia aérea em Paraty, e a redistribuição da relatoria dos processos da Lava Jato na Corte

SÃO PAULO – Em qualquer que seja a solução encontrada pelo Supremo Tribunal Federal para a designação do novo relator de processos vinculados à operação Lava Jato na Corte, haverá atraso — e, a reboque, uma oportunidade para o governo de Michel Temer se organizar e resolver problemas urgentes, como a renegociação da dívida dos estados, e a nova prioridade do ajuste econômico: a reforma da Previdência.

Do lado da Corte, as expectativas são de que a presidente Cármen Lúcia não banque uma indicação por conta própria, mas que construa um consenso entre os pares ou maioria confortável para definir o novo que se encarregará de dar continuidade à missão de Teori Zavascki. Para o jornalista José Márcio Mendonça, as chances de se optar pelo sorteio são menores por indicarem possível omissão do STF. Na última edição do programa Na Real Na TV, ele listou três ministros como alternativas mais viáveis.

“As conversas apontam para três nomes, que seriam os que causariam menos polêmica: o decano da casa, Celso de Mello, Edson Fachin — novo na casa, mas que também teria perfil low profile parecido com o de Teori — e Luís Roberto Barroso, que já cuida da Lava Jato no plenário”, afirmou o jornalista.

Confira a íntegra do bate-papo desta semana:

O programa Na Real é transmitido ao vivo todas as segundas-feiras das 14h00 às 14h30 na InfoMoneyTV. Para conferir a grade completa com as gravações anteriores, clique aqui.