Três ações de empresas brasileiras podem entrar no índice Russell, dos EUA; confira possíveis impactos

Inclusão no índice Russell aumentará visibilidade das ações de Nubank, XP e PagSeguro, que apareceram na lista inicial de entrada, aponta Morgan

Felipe Moreira

Publicidade

Em junho, o provedor de índices FTSE Russell vai atualizar seus benchmarks de ações, e a medida pode afetar muitos ativos.

Nubank (NUBR33), XP (XPBR31) e PagSeguro (PAGS34), cujas ações são negociadas no mercado americano, estão na lista preliminar de adições ao índice Russell. Contudo, o provedor de índices postou apenas adições potenciais ao índice Russell 3000, a combinação (índice mais abrangente) do índice Russell 1000 e do índice Russell 2000; a empresa não especificou exatamente a qual índice cada ação seria adicionada.

Segundo aponta o Morgan Stanley, olhando para os documentos divulgados, o limite de valor de mercado entre o índice Russell 1000 e o índice Russell 2000 é de US$ 4,2 bilhões.

Treinamento Gratuito

Manual dos Dividendos

Descubra o passo a passo para viver de dividendos e ter uma renda mensal previsível, começando já nas próximas semanas

E-mail inválido!

Ao informar os dados, você concorda com a nossa Política de Privacidade.

Assim, conforme projeções do banco, os papéis de Nubank e XP deve ser incluídos no índice Russell 1000 Value, o índice que reúne as 1000 maiores empresas dos EUA consideradas “de valor”. Enquanto isso, a empresa de adquirência PagSeguro deve entrar no índice Russell 2000.

“Observe que a Stone (STOC31) já fazia parte do índice Russell 2000 com um peso de 0,17% (rebalanceado)”, aponta.

Embora o peso e os dias de volume de negociação maiores por conta da entrada no índice sejam pequenos e improváveis ​​de alterar significativamente a oferta e demanda das ações das fintechs, o Morgan Stanley dá boas-vindas ao aumento da visibilidade, pois nenhuma dessas ações fazia parte de nenhum índice notável antes.

Continua depois da publicidade

O banco disse que, adicionando o NU ao índice Russell 1000 e ao índice Russell 1000 Growth, estima um peso do papel no índice combinado de 0,04%, o que implicaria em fluxo de recursos de US$ 677 milhões, ou 7,5 dias de negociação com base na liquidez diária do NU.

O Russell 1000 Growth lista as empresas com maior capacidade de crescimento em termos de receita e lucro nos EUA.

Se a XP for adicionada ao índice Russell 1000 e ao índice Russell 1000 Growth, Morgan Stanley projeta um peso de índice combinado de 0,02%, o que implicaria um fluxo de US$ 251 milhões, ou 3,4 dias de negociação com base na liquidez diária do XP.

Para PagSeguro, o banco americano prevê um peso do índice combinado de 0,18%, o que implicaria fluxo de recursos de US$ 490 milhões, ou 14,3 dias de negociação com base na liquidez diária das ações da empresa.

Confira o cronograma de rebalanceamento do índice Russell:

Sexta-feira, 19 de maio – Listas preliminares de adições e exclusões de índices publicadas no site FTSE Russell .

Sexta-feira, 26 de maio, 2, 9 e 16 de junho – Listas preliminares de adições e exclusões (refletindo quaisquer atualizações) publicadas no site da FTSE Russell.

Sexta-feira, 23 de junho – A nova formação do Russell é definitiva após o fechamento dos mercados de ações dos EUA.

Segunda-feira, 26 de junho – Os mercados de ações abrem com os recém-reconstituídos índices Russell.