Conferência Bitcoin 2022

Touro futurista em referência ao Bitcoin é inaugurado em Miami

“A presença (da estátua) reafirma a força de Miami no cenário financeiro global. O futuro das finanças está aqui”, disse o prefeito de Miami

Por  Equipe InfoMoney -

Começou nesta quarta-feira (6) em Miami a conferência Bitcoin 2022 e o grande destaque de sua abertura foi a inauguração de uma réplica do touro de Wall Street na cidade da Flórida.

Porém, diferente da versão que fica em Nova York, o touro de Miami tem ares robóticos, com chifres dourados e olhos brilhantes, dando um tom futurista em referência ao mundo das criptomoedas.

A peça pesa 1.361 quilos e foi criada com patrocínio da plataforma de negociação de ativos TradeStation. Apesar de ter sido inaugurado hoje durante a conferência, o touro será transferido para Miami Dade College Campus, onde ficará de forma fixa.

“A presença (da estátua) reafirma a força de Miami no cenário financeiro global. O futuro das finanças está aqui”, afirmou Francis Suarez, prefeito de Miami.

Suarez é um dos políticos que mais incentiva as criptomoedas nos Estados Unidos, tendo anunciado no ano passado que receberia seu salário em Bitcoin (BTC), além de tentar criar diversos incentivos em Miami para empresas que estejam no meio cripto.

Sob sua gestão também Miami se tornou a primeira dos EUA a lançar uma criptomoeda própria, a MiamiCoin, que captou US$ 7,1 milhões em investimentos nos primeiros meses.

Em seu discurso na abertura da conferência Bitcoin 2022, o prefeito pediu para que o futuro presidente do país seja alguém que apoie as criptomoedas. “O próximo presidente dos EUA tem que ser um candidato pró-bitcoin”, disse.

Leia também: Criptomoedas podem ajudar a combater a inflação no Brasil, diz secretário de inovação do Rio

Suarez também aproveitou para falar a favor de uma integração do Bitcoin em “cada parte de nossa sociedade”, incluindo a compra de bens cotidianos com a moeda digital.

“O Bitcoin tem o poder de democratizar e criar riqueza para os pobres e aqueles que não tem acesso a bancos, que estão sendo dizimados pela inflação e pelos gastos desenfreados do governo”, completou ele.

Até onde as criptomoedas vão chegar? Qual a melhor forma de comprá-las? Nós preparamos uma aula gratuita com o passo a passo. Clique aqui para assistir e receber a newsletter de criptoativos do InfoMoney

Compartilhe