Terceiros entram com recurso no Cade contra fusão de Rede D’Or (RDOR3) e Sul América (SULA11)

Superintendência Geral do Cade havia aprovado sem restrições a transferência do controle acionário da Sul América para a Rede D’Or

Felipe Moreira

Publicidade

A Rede D’Or São Luiz (RDOR3) informou nesta quinta-feira (24) que tomou conhecimento da interposição de recursos por terceiros contra a decisão da Superintendência Geral do Conselho Administrativo de Defesa Econômica (Cade) que aprovou sem restrições a transferência do controle acionário de sociedades controladas pela Sul América (SULA11) para a Rede D’Or, no contexto de combinação de negócios acordada entre as companhias.

A maior rede privada de assistência médica integrada do país diz que manterá o mercado informados sobre as etapas relevantes relacionadas à consumação da operação, inclusive no que diz respeito às decisões finais eventualmente proferidas pelas autoridades governamentais competentes.

Na avaliação do Credit Suisse, o recurso pode atrasar a combinação de negócios ou impor remédios ao negócio.

Treinamento Gratuito

Manual dos Dividendos

Descubra o passo a passo para viver de dividendos e ter uma renda mensal previsível, começando já nas próximas semanas

E-mail inválido!

Ao informar os dados, você concorda com a nossa Política de Privacidade.

O banco aponta ainda que o recurso interposto, citando o hospital filantrópico Oswaldo Cruz como autor, traz “múltiplos fundamentos técnicos e jurisprudenciais”.

A Superintendência Geral do Cade aprovou no dia 7 de novembro, sem restrições, a transferência do controle acionário de sociedades controladas pela Sul América para a Rede D’Or. As objeções à operação poderiam ser apresentadas em até 15 dias por terceiros ou pelo tribunal administrativo do Cade, antes que a decisão seja considerada definitiva.