Taurus (TASA4) estuda parceria com Scopa na Arábia Saudita para fabricação de armas

Objetivo da joint venture será a fabricação de armas Taurus no Reino da Arábia Saudita e comercialização em toda a região do “GCC”

Felipe Moreira

(Crédito: Divulgação)

Publicidade

A Taurus (TASA4) celebrou nesta segunda-feira (31) um Memorando de Entendimentos (MoU), não vinculante, para permitir o estudo de viabilidade da constituição de uma joint venture no Reino da Arábia Saudita com a empresa Scopa Defense Trading.

Segundo fato relevante, o objetivo da joint venture será a fabricação de armas Taurus no Reino da Arábia Saudita e comercialização em toda a região do “GCC” (Cooperation Council for the Arab States of the Gulf), que tem como membros os seguintes países: Arábia Saudita, Bahrein, Catar, Emirados Árabes Unidos, Kuwait e Omã.

“A parceria, caso efetivada, também busca atender uma série de programas e plataformas do projeto Saudi Vision 2030, que objetiva uma posição abrangente e ambiciosa para o Reino da Arábia Saudita (KSA) até o ano de 2030, com várias frentes estratégicas para promover o desenvolvimento econômico e social da região, principalmente na área de defesa”, explica a empresa, no documento.

Treinamento Gratuito

Manual dos Dividendos

Descubra o passo a passo para viver de dividendos e ter uma renda mensal previsível, começando já nas próximas semanas

E-mail inválido!

Ao informar os dados, você concorda com a nossa Política de Privacidade.

A partir da assinatura do memorando, as partes terão até 12 meses para concluir os estudos de criação da joint venture e o plano de negócios a ser desenvolvido e, será definida a participação de cada uma das partes envolvidas, bem como as demais condições para efetivação da joint venture.

Durante este período, a Scopa atuará como agente de negócios e distribuidora da TAURUS para explorar oportunidades de negócios para as Forças Policiais e Militares em toda a região do GCC.

“A Scopa é uma das mais proeminentes empresas de defesa do Reino da Arábia Saudita. Através de um portfólio de produtos para as indústrias militares, contribui para a modernização do Exército Saudita e Forças Armadas, alcançando mercados de defesa e segurança globais”, aponta a empresa.

Continua depois da publicidade

A Arábia Saudita possui atualmente o 5º maior orçamento de defesa no mundo e planeja que até o ano de 2030 50% dos investimentos militares tenham origem em empresas locais.