“Super Quarta” com Fed, Copom e pesquisa de emprego ADP nos EUA; confira mais destaques do mercado hoje

Maioria dos agentes financeiros acredita que o BC americano deve elevar os juros em 0,25 ponto percentual para a faixa entre 5,00% e 5,25%

Felipe Moreira

Publicidade

Os índices futuros dos Estados Unidos e bolsas da Europa operam com alta nesta quarta-feira (3), antes da decisão sobre juros do Federal Reserve (Fed).

Segundo ferramenta da plataforma CME Group, ampla maioria (85%) dos agentes financeiros acredita que a autoridade monetária americana deve elevar os juros em 0,25 ponto percentual para a faixa entre 5,00% e 5,25%.

Já a temporada de balanços segue firme, com a divulgação dos números da CVS Health, Yum Brands e Spirit AeroSystems, antes da abertura dos mercados.

Masterclass

As Ações mais Promissoras da Bolsa

Baixe uma lista de 10 ações de Small Caps que, na opinião dos especialistas, possuem potencial de valorização para os próximos meses e anos, e assista a uma aula gratuita

E-mail inválido!

Ao informar os dados, você concorda com a nossa Política de Privacidade.

Na frente de dados, os investidores estão antecipando os últimos dados de empregos da ADP para abril. Economistas consultados pela Dow Jones esperam um aumento de 133.000 empregos no mês passado.

Ibovespa hoje: acompanhe o que movimenta Bolsa, Dólar e Juros Ao Vivo

Por aqui, o Comitê de Política Monetária (Copom) decide o futuro da política monetária e é praticamente uma unanimidade no mercado que a Selic será mantida no atual patamar de 13,75% ao ano. Com isso, toda a atenção será dada a eventuais (mesmo que sutis) mudanças na comunicação do BC que possam antecipar as decisões futuras, em junho, agosto e setembro.

Continua depois da publicidade

Depois do fechamento dos mercados, CSN (CSNA3), CSN Mineração (CMIN3), Dexco DXCO3) e EDP – Energias do Brasil (ENBR3), entre outras, divulgarão balanços do primeiro trimestre. Os investidores ainda repercutem números como os do Carrefour Brasil (CRFB3), RD (RADL3), Arezzo (ARZZ3), Iguatemi (IGTI11), entre outras companhias que publicaram seus resultados na véspera. 

1.Bolsas Mundiais

Estados Unidos

Os índices futuros dos EUA sobem nesta manhã de quarta-feira, apagando parte das perdas da véspera, com investidores se preparando para decisão sobre de juros do Fed.

A maioria dos economistas consultados pela Reuters espera que o BC americano suba os juros em 25 pontos-base, com o restante prevendo uma pausa. As atenções também se voltam para as indicações dos próximos passos do Federal Reserve.

Na véspera, a Ford superou as expectativas dos analistas em seu último trimestre, assim como a cafeteria Starbucks. No entanto, ambas as ações caíram no after market.

Veja o desempenho dos mercados futuros:

Ásia Pacífico

Os mercados asiáticos fecharam com baixa, com os investidores da região também aguardando a decisão política do Federal Reserve dos EUA durante a noite.

O índice Hang Seng, de Hong Kong, liderou as perdas na região e caiu 1,34%, enquanto o Kospi da Coreia do Sul caiu 0,91%.

Na Austrália, o S&P/ASX 200 caiu 0,96% para encerrar o dia em 7.197 pontos. Os mercados no Japão e na China continental estão fechados para um feriado na quarta-feira.

As vendas preliminares no varejo da Austrália subiram 0,4% mês a mês em março, ficando acima do aumento de 0,2% em fevereiro, mostraram dados do governo na quarta-feira.

Europa

Os mercados europeus operam com alta, à medida que investidores se posicionam para decisão sobre juros do Banco Central dos EUA e digerem a taxa de desemprego da zona do euro.

A taxa de desemprego com ajuste sazonal na zona do euro caiu ligeiramente para 6,5% em março de 2023, ficando ligeiramente abaixo das expectativas do mercado de 6,6%.

Commodities

Os preços do petróleo seguem com queda na sessão de hoje, depois de caírem cerca de 5% para uma mínima de cinco semanas na sessão anterior, com os investidores se preparando para mais aumentos de juros nos EUA que podem prejudicar a demanda pela commodity.

Bitcoin

2. Agenda

A agenda desta quarta-feira tem como destaque a decisão sobre juros do Comitê de Política Monetária (Copom) do BC brasileiro e do Federal Reserve (Fed), nos EUA.

Brasil

9h: Fernando Haddad, ministro da Fazenda, tem reunião com Aloizio Mercadante, Presidente do BNDES

14h30: Fluxo Cambial

17h: Haddad se reúne com ex-senador Fernando Bezerra Coelho

18h30: Decisão sobre juros do Copom

EUA

9h15: Emprego privado de abril – ADP, com projeção Refinitiv de criação de 150 mil vagas

10h45: PMI de serviços de abril

11h: ISM de serviços de abril

15h: Decisão sobre juros do Fed

15h30: Discurso de Jerome Powell, presidente do Fed

3. Noticiário econômico

Copom deve manter Selic em 13,75% em primeira reunião após marco fiscal

O Comitê de Política Monetária (Copom) decidirá nesta quarta sobre a taxa básica de juros, a Selic, na primeira reunião do comitê depois que o governo apresentou sua proposta para um novo teto de gastos, no fim de março. Como a manutenção da taxa em 13,75% é praticamente certa, segundo analistas, toda a atenção será dada a eventuais (mesmo que sutis) mudanças na comunicação que possam antecipar as decisões futuras, em junho, agosto e setembro. Por enquanto, afirmam economistas, o balanço de riscos observado pelos diretores do BC praticamente permanece o mesmo desde o início do ano.

Na reunião de março, o Copom listou entre os riscos de alta para a inflação três fatores: uma maior persistência das pressões inflacionárias globais, a incerteza sobre o arcabouço fiscal – e seus impactos sobre as expectativas para a trajetória da dívida pública – e uma desancoragem maior, ou mais duradoura, das expectativas de inflação para prazos mais longos.

Lula tentará ajuda financeira dos Brics à Argentina

O presidente Luiz Inácio Lula da Silva disse, na última terç, que o governo brasileiro vai articular junto ao Brics, bloco econômico integrado por Brasil, Rússia, Índia, China e África do Sul, e ao Fundo Monetário Internacional (FMI) para socorrer a Argentina, em grave crise econômica. O anúncio foi feito ao lado do presidente argentino Alberto Fernández. Os dois se reuniram por quase quatro horas no Palácio da Alvorada.

Lula afirmou que é preciso fazer com que o FMI “tire a faca do pescoço da Argentina”. A articulação será coordenada pelo ministro da Fazenda, Fernando Haddad, que participou da reunião na Alvorada.

Maiores parceiros comerciais do Brasil na América do Sul, os argentinos enfrentam uma nova crise na economia, com desvalorização do peso – a moeda local – perda do poder de compra e altos índices inflacionários. Em março, a inflação no país vizinho chegou a 104% ao ano.

4. Noticiário político

Lira retira de pauta votação do PL das Fake News

O presidente da Câmara dos Deputados decidiu, na última terça, adiar a votação do projeto de lei das Fake News (PL 2.630/2020). O movimento ocorreu a pedido do relator da matéria, o deputado Orlando Silva (PCdoB-SP), que pediu mais tempo para considerar sugestões de mudança no texto apresentadas por parlamentares, e após a anuência da maioria dos líderes partidários.

O texto está apto para ser analisado desde a semana passada, quando o plenário da Câmara dos Deputados aprovou o requerimento de urgência para agilizar a tramitação da proposta. Também na última semana, Silva apresentou novo parecer retirando trechos polêmicos do texto. No entanto, ao iniciar a sessão, ele argumentou que precisaria de mais tempo para incorporar novos pontos ao projeto.

Segundo o relator, a principal dificuldade de consenso entre os congressistas está na definição sobre a quem caberá fiscalizar o cumprimento e as sanções impostas pela lei.

Apesar de ter sido uma demanda da bancada do Partido Liberal (PL), sigla do ex-presidente Jair Bolsonaro e que tem manifestado críticas ao texto, Lira não definiu uma nova data para votação da matéria considerada polêmica.

5. Radar Corporativo

Carrefour Brasil (CRFB3)

O Carrefour Brasil (CRFB3) reportou prejuízo líquido ajustado de R$ 375 milhões no primeiro trimestre de 2023 (1T23), revertendo lucro líquido ajustado de R$ 421 milhões do mesmo intervalo de 2022.

O lucro antes juros, impostos, depreciação e amortização (Ebitda, na sigla em inglês) ajustado totalizou R$ 1,038 bilhão no 1T23, um recuo de 16,8% em relação ao 1T22.

Arezzo (ARZZ3)

A Arezzo (ARZZ3) obteve lucro líquido recorrente de R$ 73,1 milhões no primeiro trimestre de 2023 (1T23), montante 27% superior ao reportado no mesmo intervalo de 2022.

Confira mais resultados

O lucro antes juros, impostos, depreciação e amortização (Ebitda, na sigla em inglês) recorrente totalizou R$ 164,3 milhões no 1T23, um crescimento de 22,8% em relação ao 1T22.

Copasa (CSMG3)

A Copasa (CSMG3) reportou lucro líquido de R$ 337,7 milhões no primeiro trimestre de 2023 (1T23), um crescimento de 101,6% na comparação com igual etapa de 2022.

O lucro antes juros, impostos, depreciação e amortização (Ebitda, na sigla em inglês) totalizou R$ 677,5 milhões no 1T23, um crescimento de 52,2% em relação ao 1T22. 

(Com Estadão, Reuters e Agência Brasil)