Radar InfoMoney

SulAmérica (SULA11) anuncia compra; CSN (CSNA3), Valid (VLID3) e EDP (ENBR3) informam sobre proventos e mais notícias

Confira os destaques corporativos desta quinta-feira (30)

Por  Equipe InfoMoney -

Correção: diferente do que publicado originalmente, os proventos relacionados à Copel, na verdade, são da Copel Geração e Transmissão. O trecho do texto foi alterado. 

O Radar InfoMoney desta quinta-feira traz como destaques a compra por parte da SulAmerica da Sompo Saúde Seguros por R$ 230 milhões e a distribuição de proventos por CSN (CSNA3), Valid (VLID3) e EDP (ENBR3).

SulAmérica (SULA11)

Sul América informou que sua controlada Sul América Companhia de Seguro Saúde celebrou com a Sompo Seguros contrato para aquisição de 100% das ações da Sompo Saúde Seguros, por de R$ 230 milhões.

A Sompo Saúde é uma seguradora de saúde que atualmente atende aproximadamente 116 mil beneficiários e conta com forte presença no Estado de São Paulo. É controlada pela Sompo Seguros, uma empresa subsidiária do Grupo Sompo Holdings, um dos maiores grupos seguradores do Japão e do mundo, com 130 anos de mercado.

“Quando concluída, a transação reforçará ainda mais a posição de relevância da SulAmérica na cidade de São Paulo e região metropolitana, reafirmando a estratégia de crescimento no segmento de Saúde e Odonto, adicionando  cerca de R$ 650 milhões anuais em receitas e contribuindo de forma relevante para os resultados da Companhia, inclusive por meio das sinergias operacionais que serão viabilizadas.”

CSN (CSNA3)

O Conselho de Administração da CSN aprovou o pagamento, a título de antecipação do dividendo mínimo obrigatório, de juros sobre o capital próprio no valor de R$ 256,952 milhões, à conta de lucros apurados em balanço levantado em 30 de novembro de 2021.

O Valor corresponde ao valor bruto de R$ 0,19150790423 por ação. Os juros sobre o capital próprio serão pagos aos acionistas até 30 de maio de 2022,  Fazem jus ao recebimento dos JCPs os acionistas inscritos na instituição depositária Banco Bradesco S.A., em 04/01/2022.

A partir do dia 05/01/2022, inclusive, as negociações das ações desta companhia em bolsa de valores brasileira serão realizadas ex-direitos sobre os respectivos juros sobre o capital próprio.

Valid Soluções (VLID3)

Na quarta-feira, a Valid comunicou que o conselho de administração aprovou o pagamento aos acionistas de juros sobre capital próprio, referentes a 2021 no valor bruto de R$ 23,145 milhões, ou R$ 0,29 para cada uma de 79,713 milhões de ações ordinárias.

EDP Brasil (ENBR3)

A EDP Brasil comunicou o pagamento de juros sobre capital próprio (JCP) no valor de R$ 454,8 milhões para os detentores de ações da empresa até 4 de janeiro de 2022. A partir do dia seguinte, 5 de janeiro, os papéis serão negociados ex-juros –sem direito aos pagamentos. A empresa não fixou data para o pagamento, mas disse que este ocorrerá até 31 de dezembro de 2022, sem correção.

Syn Prop (SYNE3)

A Syn Prop e Tech, antiga Cyrela Commercial Properties, comprou, em conjunto com a CCP/CPP Parallel Holding Cajamar I LLC, 5 andares comerciais da Torre D do setor “C” do Condomínio WTorre JK por R$ 51,5 milhões.

O imóvel fica localizado na Avenida Presidente Juscelino Kubitschek, em São Paulo. Considerando as vagas de garagem, a área é de 2.283,22 m². A Syn responde por 30% da compra, e a Parallel LLC, com 70%.

Positivo (POSI3)

A Positivo comunicou que firmou com o TSE –Tribunal Superior Eleitoral contrato para fornecimento de 139,415 mil urnas eletrônicas, no valor de R$ 844,931 milhões. Isso representa 79% do total de urnas previstas na licitação. Na segunda-feira, a empresa havia informado sobre contrato de 176 mil urnas.

Braskem (BRKM5)

A Braskem comunicou que assinou em 21 de dezembro um aditivo contratual sobre o fornecimento de gás pela Bahiagás (Companhia de Gás da Bahia). O contrato prevê o fornecimento de 975 mil m³ por dia para o período entre 1º de janeiro de 2022 e 31 de dezembro de 2022, no valor de R$ 751,786 milhões.

A Bahiagás é controlada pelo governo da Bahia, pela Mitsui e pela Gaspetro, controlada pela Petrobras, que possui 47,03% do capital votante e 36,15% do capital total da Braskem.

Alupar (ALUP3)

A Alupar comunicou que sua controlada Transmissora Serra da Mantiqueira, da qual possui 51% do capital social total, recebeu do Operador Nacional do Sistema Elétrico (ONS) termo que autoriza o recebimento de receita a partir de 23 de dezembro de 2021, antecipando em cerca de 8 meses sua energização.

Assim, será adicionada uma Receita Anual Permitida (RAP) de R$ 120 milhões para o ciclo de 2021 e 2022. O investimento total do projeto a ser unitizado será de cerca de R$ 893 milhões.

O empreendimento fica nos estados de São Paulo e Rio de Janeiro, e consiste na implementação de uma linha de transmissão de 500kV entre Fernão Dias e o Terminal Rio, com 330 km de extensão.

CCR (CCRO3)

A CCR informou na quarta-feira que foi firmado um termo aditivo e modificativo ao contrato de concessão Via Oeste e o estado de São Paulo prevendo que a Via Oeste assuma a execução de novos investimentos de acesso ao Hospital Regional de Sorocaba, estimados em R$ 17,469 milhões. O reequilíbrio financeiro será implementado com a extensão de 11 dias no prazo de contrato da Via Oeste.

Multiplan (MULT3)

A Multiplan comunicou na quarta-feira que paga nesta quinta-feira (30) juros remuneratórios no valor de R$ 45,98 por debênture de sua oitava emissão pública. Também será realizado na mesma data o resgate antecipado facultativo da totalidade das debêntures.

Cielo (CIEL3)

A Cielo comunicou a assinatura de contratos com prazo de um ano com Banco do Brasil e Bradesco voltados à captação e indicação de estabelecimentos comerciais para possível credenciamento ao Sistema Cielo, e auxílio para a comunicação com aqueles já credenciados.

O Banco do Brasil e o Bradesco serão remunerados pelo volume de transações de pagamento realizadas nos estabelecimentos credenciados. Ambos os bancos são controladores da Cielo, por meio de outras controladas.

Copel GeT

A Copel Geração e Transmissão (Copel GeT) comunicou que o conselho de administração determinou a antecipação de parcela de juros sobre o capital próprio, em substituição a dividendos do exercício de 2021, no valor de R$ 240 milhões, levando a um ganho no resultado de 2021 de R$ 81,6 milhões e preservação de caixa na ordem de R$ 45,6 milhões.

A proposta remunerará acionistas com ações da empresa em 31 de dezembro. O valor distribuído e a data de pagamento serão ratificados pela assembleia geral ordinária de acionistas. O conselho também determinou a apresentação ao colegiado de informativos periódicos sobre sustentabilidade.

Oncoclínicas do Brasil (ONCO3)

A Oncoclínicas do Brasil Serviços Médicos comunicou na quarta-feira que concluiu por meio da subsidiária Multihemo Serviços Médicos a primeira emissão de debêntures simples, não conversíveis em ações, no valor de R$ 450 milhões. Elas serão remuneradas com juros equivalentes a 100% da variação acumulada da taxa DI, acrescidos de spread equivalente a 2,35% ao ano e prazo de 7 anos a partir da data da emissão, 20 de dezembro de 2021. O vencimento será, portanto, em 20 de dezembro de 2028.

As debêntures serão destinadas ao pré-pagamento de cerca de R$ 70 milhões de dívidas da empresa, com custo anual de CDI + 4% ao ano, e também para alongamento do perfil da dívida e financiamento de seu programa de expansão inorgânica.

MRV Engenharia (MRVE3)

A MRV Engenharia comunicou que recebeu do canadense Brookfield Asset Management um investimento de R$ 1,26 bilhão, em troca de cerca de 5,1 mil unidades residenciais da Luggo, sua startup focada na locação de imóveis.

Petrobras (PETR3;PETR4)

A Petrobras informou nesta quinta-feira (30) que foi intimada sobre as decisões liminares que impedem a companhia de adequar os preços “à realidade atual da indústria de gás a partir de janeiro de 2022” e que foi “surpreendida pela judicialização do tema”.

Oportunidade de compra? Estrategista da XP revela 6 ações baratas para comprar hoje. Assista aqui.

Compartilhe