S&P reafirma rating da Petrobras; Even e Melnick divulgam dados operacionais e mais

Confira os principais destaques do noticiário corporativo desta segunda-feira (15)

Felipe Moreira

Publicidade

O radar corporativo desta segunda-feira (15) traz a Petrobras (PETR4), que teve sua nota de crédito reafirmada pela S&P em “BB“na escala global, com perspectiva estável, e AAA na escala nacional.

Já os lançamentos da Even (EVEN3) somaram R$ 1,33 bilhão no quarto trimestre de 2023.

Enquanto a Melnick (MELK3) informou que as vendas brutas e líquidas somaram, respectivamente, R$ 242 milhões e R$ 215 milhões.

Treinamento Gratuito

Manual dos Dividendos

Descubra o passo a passo para viver de dividendos e ter uma renda mensal previsível, começando já nas próximas semanas

E-mail inválido!

Ao informar os dados, você concorda com a nossa Política de Privacidade.

Confira mais destaques:

Petrobras (PETR4)

A Petrobras informou que a agência de classificação de risco S&P reafirmou sua nota de crédito em “BB“na escala global, com perspectiva estável, e AAA na escala nacional.

Even (EVEN3)

O valor geral de vendas (VGV) consolidadas dos lançamentos da Even somou R$ 1,33 bilhão no quarto trimestre de 2023, um salto expressivo ante os R$ 162 milhões apresentados um ano antes. Desse valor total, R$ 981 milhões são relativos à porcentagem da Even.

Continua depois da publicidade

Melnick (MELK3)

A Melnick (MELK3) informou que as vendas brutas e líquidas correntes somaram, respectivamente, R$ 242 milhões e R$ 215 milhões (% Melnick). No ano as vendas brutas e líquidas correntes somaram, respectivamente, R$ 923 milhões e R$ 809 milhões (% Melnick), um crescimento de 25%.

BTG Pactual (BPAC11)

O BTG Pactual informou que vai fazer o resgate integral das notas subordinadas emitidas em 2019 com cupom de 7,750%.

Cruzeiro do Sul (CSED3)

O Conselho da companhia acolheu a renúncia de Rodrigo Capelato ao cargo de membro independente do Conselho de Administração e ao cargo de membro efetivo do Comitê de Auditoria da Companhia e nomeou, ad referendum da Assembleia Geral a ser convocada, oportunamente, para este fim, Silvio José Genesini Junior.

Light (LIGT3)

A Light (LIGT3) negou qualquer rejeição ou contraproposta realizada pelos credores internacionais da companhia a respeito do preço de conversão objeto de discussões em curso. As negociações com estes credores, assim como os demais, seguem seu curso normal, informou a empresa.

Segundo reportagem do jornal Valor Econômico, os bondholders da Light (LIGT3), detentores de US$ 600 milhões (cerca de R$ 3 bilhões) em títulos de dívida, teriam recusado a oferta de conversão da maior parte do passivo em ações, proposta pela companhia.