SmartFit (SMFT3) sobe cerca de 3% após anúncio de abertura recorde de unidades e BBA reafirma visão positiva sobre empresa

Mesmo com possível pressão as margens no início das operações, BBA vê nome com otimismo

Camille Bocanegra

Smartfit

Publicidade

A rede de academias Smartfit (SMFT3) anunciou aberturas de unidade recorde, chegando a 1.438 espaços em operação em 15 países da América Latina até o fim de 2023. Dentre as unidades, há 1.144 espaços próprios somados a 294 franquias.

Após o anúncio, as ações da companhia subiam 2,77%, cotadas a R$ 25,26, às 12h22 (horário de Brasília) da sexta-feira (5).

De acordo com o Itaú BBA, ainda que a visão positiva sobre a companhia se mantenha, o dado poderá representar pressão nas margens trimestrais. A análise pondera que as despesas pré-operacionais inerentes às novas unidades somadas ao período breve de margens brutas negativas nos primeiros meses de operação poderia causar o efeito nos próximos resultados trimestrais.

Masterclass

As Ações mais Promissoras da Bolsa

Baixe uma lista de 10 ações de Small Caps que, na opinião dos especialistas, possuem potencial de valorização para os próximos meses e anos, e assista a uma aula gratuita

E-mail inválido!

Ao informar os dados, você concorda com a nossa Política de Privacidade.

Mesmo com a ressalva, o BBA considera o nome como outperform (desempenho superior, similar a compra), com preço-alvo de R$ 28,00, e reforça que a SmartFit detém a posição de liderança no mercado de academias de fitness na América Latina.

Na análise do banco, a companhia une potencial de alto crescimento, alta lucratividade e geração de caixa com uma baixa taxa de alavancagem. Deverá, ainda, ser beneficiada pelos cortes de taxas de juros e ausência de exposição aos incentivos fiscais do ICMS que afetam a taxa efetiva de impostos.