Setores de tecnologia e telecomunicações derrubam bolsas americanas

Conteúdo do Portal InfoMoney – Editoria Mercados

Por  Equipe InfoMoney

As bolsas norte-americanas fecharam em baixa nesta sexta-feira, pressionadas por novos dados que indicam a forte desaceleração da economia. Hoje foi divulgado o índice de desemprego dos EUA referente a janeiro, que acabou ficando em 4,2%, o mais alto desde setembro de 1999 e 0,1% acima do esperado pelo mercado. Esse indicador também aponta para o desaquecimento da economia, confirmando o comportamento do NAPM, índice que mede a atividade econômica, divulgado ontem e que ficou abaixo das expectativas do mercado. Os setores que derrubaram as bolsas foram o de tecnologia e o de telecomunicações.

Um dos destaques do dia foi a UnitedHealth, empresa de seguros de saúde, que hoje divulgou seus resultados do ano 2000. Os lucros auferidos foram de US$ 0,58 por ação, US$ 0,03 p/a acima do esperado, contra US$ 0,44 p/a referentes ao ano anterior. A empresa espera crescimento de lucro entre 18% e 20% para 2001 e acabou fechando o último pregão da semana com alta de 7,68%, movimentando quase três vezes mais que o seu volume médio.

O índice Dow Jones, que concentra as “blue chips” norte-americanas, fechou o dia com desvalorização de 1,09%, cotado a 10.864,10 pontos. As principais responsáveis pela queda do índice foram a Intel (-5,62%), AT&T (-4,42%), Home Depot (-3,62%), que anunciou uma reformulação em sua estrutura administrativa; IBM (-3,31%), HP (-3,01%) e 3M (-2,53%). Por sua vez, os destaques de alta ficaram com General Motors (+3,04%), McDonalds (+1,38%), American Express (+1,31%) e Johnson&Johnson (+1,31%).

Já o índice Nasdaq, composto por empresas do setor de tecnologia, fechou em queda de 4,39% a 2.660,51 pontos, sofrendo baixa consideráveis as ações da Amazon (-11,54%) – acumulando queda de 28,65% nos quatro últimos pregões; da JDS Uniphase (-10,41%), WorldCom (-9,58%), da Yahoo! (-8,49%) e da Oracle (-7,69%). Por outro lado, os destaques de alta ficaram com a Bed, Bath & Beyond (+2,41%), Legato Systems (+2,14%), Qualcomm (+1,83%), Tellabs (+1,56%) e VISX (+1,51%).

O S&P 500, que engloba as 500 maiores empresas norte-americanas, caiu 1,75%, fechando em 1.349,47 pontos, com destaque para a RadioShack (-9,40%). Outras ações que apresentaram quedas significativas foram EMC (-6,96%), Lucent (-6,68%), Nortel(-5,91%), Verizon (-5,45%), e America Online (-4,09%). As empresas Anadarko Petroleum (+10,03%), Bristol Myers (+2,33%), Qualcomm (+1,83%) e Compaq (+1,78%) estiveram dentre as empresas cujos papéis valorizaram-se em relação ao pregão de ontem.

Compartilhe