Em meio à guerra

Rússia cria regime temporário de pagamento da dívida, e credores receberão dinheiro em rublo

“Permissões especiais”, no entanto, poderão ser concedidas para o pagamento dos bônus na moeda em que foi emitida a dívida.

Por  Estadão Conteúdo -

O Banco Central da Rússia informou em comunicado que residentes do país e credores de países que não adotaram sanções contra o Kremlin poderão receber pagamentos atrelados a títulos da dívida soberana russa, mas apenas em rublo.

“Permissões especiais”, no entanto, poderão ser concedidas para o pagamento dos bônus na moeda em que foi emitida a dívida.

Já os pagamentos a credores de países que adotaram sanções contra a Rússia serão classificados como tipo “C”, isto é, ficarão à mercê de decisão do BC russo.

De acordo com lei aprovada no último sábado, 5, que estabelece o regime temporário de pagamentos da dívida russa, indivíduos e entidades do país – incluindo a própria Federação – poderão cumprir obrigações com credores da lista de “nações não amigáveis” em um montante que não deve ultrapassar 10 milhões de rublos mensais – ou o equivalente a esse valor em moeda estrangeira.

Procurando uma boa oportunidade de compra? Estrategista da XP revela 6 ações baratas para comprar hoje.

Compartilhe