Rossi (RSID3) reduz prejuízo em 27,6% no 2º trimestre; dívida líquida soma R$ 612,5 milhões

Em recuperação judicial, construtora reportou prejuízo de R$ 43,1 milhões de abril a junho

Equipe InfoMoney

Publicidade

Em recuperação judicial, a construtora Rossi (RSID3) reportou um prejuízo líquido de R$ 43,1 milhões no segundo trimestre deste ano, cifra 27,6% inferior às perdas líquidas de R$ 59,6 milhões de um ano antes.

O lucro antes de juros, impostos, depreciação e amortização (Ebitda) ajustado foi negativo em R$ 31,4 milhões, ante cifra negativa de R$ 24,8 milhões de um ano antes.

O resultado financeiro líquido ficou negativo em R$ 9,1 milhões, ante R$ 33,6 milhões de um ano antes.

Masterclass

As Ações mais Promissoras da Bolsa

Baixe uma lista de 10 ações de Small Caps que, na opinião dos especialistas, possuem potencial de valorização para os próximos meses e anos, e assista a uma aula gratuita

E-mail inválido!

Ao informar os dados, você concorda com a nossa Política de Privacidade.

No segundo trimestre, o consumo de caixa somou R$ 6,6 milhões, uma melhora de 40,1% frente um ano antes.

Ao final do segundo trimestre, a dívida liquida da companhia era de R$ 612,5 milhões, uma alta de 1,1%, enquanto a posição de caixa ficou em R$ 10,1 milhões.

A receita líquida somou R$ 14,1 milhões, ante receita negativa de R$ 100 mil do segundo trimestre do ano passado.

Continua depois da publicidade

As vendas brutas somaram R$ 11 milhões, queda de 33,4%, enquanto as rescisões caíram 53%, para R$ 8 milhões.

Considerando apenas o resultado da Rossi, as vendas líquidas foram de R$ 3 milhões.

Neste ano, a empresa não lançou nenhum empreendimento.