Carrefour Brasil (CRFB3) lucra R$ 421 milhões no 1º trimestre de 2022

Já o Ebitda ajustado cresceu 13,3% no 1T22, totalizando R$ 1,247 bilhão; desempenho foi impulsionado principalmente pelos bons resultados do Atacadão

Felipe Moreira

Publicidade

O Carrefour Brasil (CRFB3) registrou lucro líquido ajustado ao acionista controlador de R$ 421 milhões no primeiro trimestre de 2022 (1T22), o que representa um crescimento de 0,2% em relação ao mesmo trimestre de 2021.

As vendas líquidas somaram R$ 18,846 bilhões nos três primeiros meses deste ano, uma elevação de 14,8% sobre as vendas do mesmo trimestre do ano passado, impulsionado principalmente pelo sólido crescimento na categoria alimentar em todos os segmentos.

O volume bruto negociado (GMV, na sigla em inglês) total atingiu R$ 1,1 bilhão no 1T22, crescendo 50,8% em relação ao mesmo período do ano anterior.

Masterclass

As Ações mais Promissoras da Bolsa

Baixe uma lista de 10 ações de Small Caps que, na opinião dos especialistas, possuem potencial de valorização para os próximos meses e anos, e assista a uma aula gratuita

E-mail inválido!

Ao informar os dados, você concorda com a nossa Política de Privacidade.

O resultado financeiro líquido foi negativo de R$ 330 milhões no primeiro trimestre de 2022, um aumento de 124,5% em relação ao mesmo período de 2021.

O lucro antes juros, impostos, depreciação e amortização (Ebitda, na sigla em inglês) ajustado cresceu 13,3% no 1T22, totalizando R$ 1,247 bilhão.

Segundo Carrefour, o desempenho foi impulsionado principalmente pelos bons resultados nas lojas do Atacadão, bem como pela qualidade das operações bancárias.

Continua depois da publicidade

Já a margem Ebitda (Ebitda sobre receita líquida) ajustada atingiu 6,6% no período, baixa de 0,1 ponto percentual (p.p.) frente a margem registrada em 1T21.

O lucro bruto totalizou R$ 3,723 bilhões nos três primeiros meses de 2022, um crescimento de 14,7% em relação ao mesmo trimestre de 2021. A margem bruta foi de 19,8% no 1T22, mantendo-se praticamente estável em relação ao mesmo período de 2021l.

A dívida líquida da companhia ficou em R$ 6,365 bilhões no final de março de 2022, crescimento de 10,9% em relação ao mesmo período de 2021.

O indicador de alavancagem financeira, medido pela dívida líquida/Ebitda ajustado, ficou em 1,45 vez em março/22, queda de 0,08 vez em relação ao mesmo período de 2021.

O Capex Total foi de R$ 274 milhões no 1T22 (-51,4% na base anual), com a queda explicada principalmente pelo menor número de aberturas trimestre.

Procurando uma boa oportunidade de compra? Estrategista da XP revela 6 ações baratas para comprar hoje.