Em recuperação judicial

Renova Energia aceita proposta do Mubadala para a compra da Brasil PCH por R$ 1,1 bi; ações saltam mais de 7% na Bolsa

Segundo a companhia, que está em recuperação judicial, transação será importante para a diminuição dos passivos e pagamento de pendências

(Divulgação)

SÃO PAULO – A Renova Energia (RNEW4), que está em recuperação judicial, informou nesta quarta-feira (21) que aceitou a proposta do fundo Mubadala para a compra da Brasil PCH, subsidiária do Grupo Renova.

Segundo fato relevante, a proposta prevê a aquisição da totalidade das ações ordinárias pelo valor de R$ 1,1 bilhão. A Brasil PCH possui um portfólio de 13 pequenas centrais hidrelétricas (PCH) espalhadas pelos estados de Minas Gerais, Goiás, Rio de Janeiro e Espírito Santo.

A oferta do fundo, que tem cerca de US$ 232 bilhões em ativos sob gestão, foi feita na condição de primeiro proponente (chamado de Stalking Horse) e com direito de igualar a oferta de terceiros interessados na aquisição.

“A transação faz parte da estratégia da companhia para o seu saudável soerguimento e diminuição de seus passivos, destinando os recursos obtidos com a transação, especialmente para o pré-pagamento do Empréstimo DIP Ponte contratado perante a Quadra Capital e desembolsado no início desse ano, o pagamento de determinados credores extraconcursais, cumprimento das suas obrigações no Plano de Recuperação Judicial e a conclusão do Complexo Eólico Alto Sertão III Fase A”, escreveu a companhia, em nota.

Os papéis RNEW4 fecharam o pregão desta quarta com alta de 7,3% na B3, negociados a R$ 3,80. Na máxima do dia, as ações subiram 25,4%, a R$ 4,40.

Quer entender o que é o mercado financeiro? Assista à série gratuita “Carreira no Mercado Financeiro” e conheça o setor da economia que paga os melhores salários de 2021.