Em mercados / renda-fixa

Disparada de 12% de um dos portos seguros do mundo mostra por que a Bolsa vai cair hoje

Em meio a um apocalipse das commodities, dia não vai ser fácil para quem está comprado, e o pré-market já mostra isso

gráfico queda
(Shutterstock)

SÃO PAULO - Há sempre aqueles dias no mercado em que logo de manhã os investidores percebem que é praticamente impossível a Bolsa subir. Hoje é um deles. Por conta da tensão global desencadeada por resultados decepcionantes de empresas como a Shell e também em meio a relatório da Agência Internacional de Energia falando que o mercado vai se "afogar" em oferta de petróleo, as bolsas europeias caem entre 2,9% e 3,5%, seguindo na mesma direção das bolsas asiáticas, que também despencaram na madrugada. Junto com elas, os futuros dos índices norte-americanos, com tanto o Dow Jones como o S&P 500 recuando perto de 2%. 

Mas mesmo que nada disso estivesse acontecendo seria fácil perceber o pânico global olhando para o desempenho de apenas um ativo: os títulos da dívida alemã com vencimento em 10 anos. Considerado um dos portos seguros do mercado, o bond alemão dispara nada menos que 10% hoje, depois de chegar a saltar 12% mais cedo. 

Junto com os treasuries norte-americanos, os bonds do Reino Unido, os títulos públicos japoneses e o ouro, os bonds alemães são considerados alguns dos ativos mais seguros do mundo, e costumam subir quando há uma forte perda no apetite por risco no mercado. Isso porque a Alemanha é dona do quarto maior PIB (Produto Interno Bruto) do mundo e é a economia mais sólida da Europa, de modo que o seu risco de calote é muito baixo.  

Mais prova de que o dia é de investidores tirando o dinheiro dos mercados acionários? Dos quatro títulos citados acima, apenas um - os bonds japoneses - não sobe hoje. Todos os outros veem fortes valorizações. Ou seja, melhor apertar os cintos, porque teremos um pregão bastante turbulento nesta quarta. 

Baixe agora a Carteira InfoMoney 2016! Basta deixar o seu email abaixo:

 

Contato