Balanços

RD lucra R$ 188 milhões no 1º trimestre e aumenta capilaridade das farmácias

Diversificação geográfica foi um dos pontos nos quais a gestão da companhia focou

arrow_forwardMais sobre

SÃO PAULO – A RD (RADL3) reportou um lucro líquido de R$ 188,8 milhões no primeiro trimestre de 2021, número acima dos R$ 185,8 milhões projetados pelos analistas de mercado segundo dados compilados pela Refinitiv.

Com o resultado, a rede de farmácias teve um desempenho 29,5% melhor que o do mesmo período do ano passado.

Já o lucro líquido ajustado da RD foi de R$ 177,9 milhões, com margem de 3,0%.

Já o Ebitda (Lucro Antes de Juros, Impostos, Depreciações e Amortizações) da RD foi de R$ 415,9 milhões nos primeiros três meses deste ano, o que representa um crescimento de 12,6% em relação ao início de 2020. Os analistas esperavam um Ebitda de R$ 427,5 milhões.

A receita bruta, por sua vez, atingiu R$ 5,98 bilhões, um crescimento de 15% na base anual de comparação e acima dos R$ 5,6 bilhões estimados pelo mercado.

Segundo a administração da empresa, a pandemia da Covid-19 resultou em uma queda temporária nas vendas em 2020, especialmente no segundo e no terceiro trimestres, bem como em transferências de demanda entre farmácias que prejudicaram a correta avaliação do portfólio.

“Portanto, suspendemos em 2020 as análises regulares de fechamento, passando a encerrá-las apenas em poucas situações mais extremas. Conforme nosso crescimento de receita foi melhorando e as distorções diminuindo, retomamos nossa análise do portfólio de farmácias, efetivando no 1T21 diversos fechamentos que deveriam ter ocorrido em 2020”, destacaram os executivos.

Também foi ressaltada a diversificação da rede no trimestre, com 73% das aberturas fora do estado de São Paulo. “Aumentamos nossa capilaridade, estendendo nossa presença para 418 cidades.”

Série gratuita ensina na prática como identificar ativos com excelente potencial de valorização. Clique aqui para se inscrever.

PUBLICIDADE