After Market

Queda no faturamento da Hering, prévias operacionais de Cyrela e Even e mais destaques corporativos

Confira as principais notícias corporativas da noite desta segunda-feira (20)

arrow_forwardMais sobre

SÃO PAULO – O pós-fechamento do mercado brasileiro nesta segunda-feira (20) teve um noticiário corporativo bastante agitado, com destaque para as prévias operacionais das construtoras Even e Cyrela. Confira:

Cia. Hering (HGTX3)

A Cia Hering registrou queda de 5,2% em seu faturamento bruto do quarto trimestre na comparação anual, atingindo R$ 502,9 milhões. Segundo a empresa, o impacto veio de uma redução acima do esperado nas vendas pós-Black Friday.

Enquanto isso, as vendas mesmas lojas (lojas abertas a mais de 12 meses) registrou queda de 4% entre outubro e dezembro de 2019.

PUBLICIDADE

“A ressaca de vendas após a Black Friday já era esperada em razão da antecipação de parte das compras, entretanto este movimento se estendeu mesmo após a segunda quinzena de dezembro”, afirmou a empresa em comunicado.

Klabin (KLBN11)

A Klabin informou à Bloomberg que vai elevar o preço da celulose de fibra longa e de fibra curta para a China em US$ 20/tonelada.

O novo preço entrará em vigor em 1º de fevereiro.

M. Dias Branco (MDIA3)

O conselho de administração da M. Dias Branco aprovou a recompra de 8,5 milhões de ações ordinárias da companhia no período de 18 meses. A quantidade representa 10% do total de papéis em circulação.

Em comunicado, a empresa explicou que a efetiva recompra do número total de ações dependerá, dentre outros aspectos, do número de ações em tesouraria mantidas pela companhia no momento da negociação e o saldo das reservas disponíveis.

Even (EVEN3)

A construtora Even registrou, no quarto trimestre do ano passado, valor geral de vendas (VGV) de lançamentos de R$ 935 milhões, o que representa uma alta de 25,1% em um ano.

PUBLICIDADE

Nos últimos três meses de 2019 foram lançados oito empreendimentos, em que parcela da Even somou R$ 825 milhões no período, alta de 36%.

Enquanto isso, as vendas líquidas ficaram em R$ 583 milhões entre outubro e dezembro, avanço de 73,5% sobre o mesmo período de 2018.

Já os distratos somaram R$ 70 milhões, recuando 44% ante os R$ 125 milhões registrados no quarto trimestre do ano anterior.

Cyrela (CYRE3)

A Cyrela também apresentou sua prévia operacional, mostrando uma queda em vendas e lançamentos de imóveis residenciais no quarto trimestre, sendo que a maior parte do volume comercializado correspondeu a lançamentos.

Nos três últimos meses do ano passado houve uma queda de 15,5% nas vendas na comparação anual, a R$ 2,06 bilhões, sendo R$ 1,08 bilhão em lançamentos.

Enquanto isso, os lançamentos recuaram 11,7% no mesmo período, para R$ 2,39 bilhões, dos quais R$ 1,02 bilhão foram no Minha Casa Minha Vida faixas 2 e 3. No último trimestre, a companhia fez 27 lançamentos.

Quer investir melhor o seu dinheiro? Clique aqui e abra a sua conta na XP Investimentos