Conteúdo editorial apoiado por
IM Trader

Qual a diferença entre contratos cheios e mini contratos?

Day traders fazem, diariamente, milhões de negociações envolvendo dólar e índice futuros

Equipe InfoMoney

Publicidade

As aplicações em mini contratos já movimentam milhões de negócios diariamente na B3. Isso acontece por conta das diversas vantagens, tais como o baixo valor inicial, o alto índice de liquidez, a possibilidade de alavancagem operacional e a possibilidade de diversificação.

Não por acaso, este tipo de negociação tem sido cada vez mais popular entre investidores, sobretudo para os day trades, que abrem e fecham operações no mesmo dia.

Basicamente, dois tipos de operações lideram as negociações: os contratos de índice e de dólar, por meio de contratos cheios e mini contratos. Neste artigo, vamos explicar exatamente o que eles são e quais são as suas diferenças.

Curso gratuito

Semana do Trader Sossegado

Uma semana de conteúdo prático e gratuito para você ter ganhos consistentes na bolsa operando apenas 30 minutos por dia

E-mail inválido!

Ao informar os dados, você concorda com a nossa Política de Privacidade.

Contrato cheio e mini contratos

Entre os contratos negociados na bolsa, os que mais movimentam negócios diariamente são os de índice e de dólar.

Os contratos de mini índice giram em torno de 4 milhões de negócios diariamente e de mini dólar quase 1,5 milhão, montante muito superior às negociações de ações. Vale e Petrobras, os principais papéis do Ibovespa, no mercado à vista, mesmo em sessões de muita liquidez, muitas vezes, não ultrapassam 100 mil negócios por dia.

Em resumo, o contrato do índice é negociado na B3, onde é estabelecido o compromisso de compra ou venda do índice em data futura.

O dólar, assim como o índice, é negociado na B3, com o mesmo propósito: assumir um compromisso de compra ou venda em um data futura.

Ademais, os contratos futuros são muito utilizados como instrumento de proteção financeira, conhecido como Hedge, e também é muito comum entre especuladores.

Para saber mais, leia este guia do InfoMoney sobre como operar day trade no mercado futuro

O que diferencia um contrato cheio de um mini contrato?

O que diferencia, basicamente, um contrato de dólar ou de índice cheio de um mini é o seu valor.

Até a criação dos mini contratos, a negociação só podia ser feita por meio de contratos cheios, o que tornava a operação muito cara e de difícil acesso.

Como o próprio nome já sugere, um mini contrato equivale a uma fatia do contrato cheio; logo o investidor terá um preço mais baixo, o que o torna mais atrativo e popular.

Em termos de movimento gráfico, eles possuem um comportamento igual ou muito próximo, porém, algumas vezes podem ocorrer algumas distorções. 

A grande diferença será no tamanho da exposição, pois o contrato cheio exige uma margem financeira muito mais alta do que os mini contratos.

Em termos de valorização ou desvalorização, a movimentação tende a ser igual ou muito parecida.

Agora, na sequência deste artigo, vamos elencar as diferenças entre os contratos cheio e os mini.  

Qual a diferença entre contratos cheios e mini contratos?; INDFUT (Índice cheio) e WINFUT (Mini índice); DOLFUT (Dólar cheio) e WDOFUT (Mini dólar)
(gorodenkoff/Getty Images)

DOLFUT (Dólar cheio) e WDOFUT (Mini dólar)

Os contratos futuros de dólar negociados na B3 possuem vencimentos mensais. Seu código é caracterizado com a letra do mês do vencimento e o ano.

Por exemplo, em fevereiro de 2024, o contrato de mini dólar vigente é WDOH24. A letra H significa que o contrato vence em março e o 24 representa o ano de vencimento.

Para o contrato cheio, o código é o DOLH24, com o mesmo significado de letra e ano.

O que diferencia os dois é que o que se inicia com DOL representa o contrato cheio e o que começa com WDO representa o mini contrato.

Contudo, a grande diferença entre eles está no valor. Confira abaixo, em detalhes: 

Qual a diferença entre contratos cheios e mini contratos?; INDFUT (Índice cheio) e WINFUT (Mini índice); DOLFUT (Dólar cheio) e WDOFUT (Mini dólar)
Fonte: B3

Como visto acima, podemos notar a grande diferença. O mini contrato representa 20% do contrato cheio, o que já diminui, em muito, o valor de cada contrato.

Além disso, o mini contrato tem como característica a possibilidade de negociação a partir de um contrato, o que gera maior facilidade e valor muito mais acessível.

Para saber melhor como operar, confira o guia sobre mini contratos do InfoMoney.

INDFUT (Índice cheio) e WINFUT (Mini índice)

Os contratos futuros do índice negociados na B3 possuem características diferentes dos contratos do dólar.

Sobre o código, porém, segue a mesma dinâmica: letra do mês do vencimento e o ano.

Os contratos de mini índice, por exemplo, com vencimento em fevereiro (WING24), rolaram para WINJ24, com vencimento em abril.

Para o contrato cheio, a lógica é a mesma, passando para INDJ24.

O que muda entre os dois é o fato do cheio começar com IND e o mini com WIN.

Outra diferencial está em relação aos vencimentos: o índice se encerra em meses pares, enquanto o dólar vence mensalmente.

Além disso, grande diferença também está entre os valores, como podemos ver abaixo: 

Qual a diferença entre contratos cheios e mini contratos?; INDFUT (Índice cheio) e WINFUT (Mini índice); DOLFUT (Dólar cheio) e WDOFUT (Mini dólar)
Fonte B3

Conforme vimos acima, a diferença é grande entre as duas modalidades de negociação.

O mini contrato, assim como no dólar, representa 20% do contrato cheio, o que diminui de forma relevante o valor de cada negociação.

Além disso, é possível a negociação a partir de um contrato, o que gera maior facilidade e valor muito mais acessível aos investidores e aos traders. 

Vencimentos

Os futuros do índice têm as seguintes letras, correspondentes a cada mês de vencimento: Fevereiro (G), Abril (J), Junho (M), Agosto (Q), Outubro (V), Dezembro (Z).

Enquanto isso, os vencimentos de futuros do dólar são distribuídos assim: Janeiro (F), Fevereiro (G), Março (H), Abril (J), Maio (K), Junho (M), Julho (N) , Agosto (Q), Setembro (U), Outubro (V), Novembro (X) e Dezembro (Z).

(Por Rodrigo Paz; edição Rodrigo Petry)

Confira mais conteúdos sobre análise técnica no IM Trader. Diariamente, o infomoney publica o que esperar dos minicontratos de dólar e índice. A 1ª em corretagem zero. Abra sua conta na Clear.