Em mercados / proventos

Magazine Luiza e mais 7 empresas ficam "ex" nesta quarta; veja os detalhes da remuneração

Terão direito à remuneração os investidores que encerraram o pregão da véspera com os papéis em careira

Homem Trader dinheiro dólares
(Shutterstock)

SÃO PAULO - Papéis de oito empresas ficam "ex-proventos" nesta quarta-feira (25) e, em ações de baixa liquidez, valor a ser pago ultrapassa os R$ 6 por ação e o dividend yield, os 18%. Terão direito à remuneração os investidores que encerraram o pregão da véspera com os papéis em careira. Veja abaixo os detalhes dos proventos:

Magazine Luiza (MGLU3)
A varejista vai distribuir R$ 21,6 milhões em dividendos aos seus acionistas. O montante equivale a 25% do lucro líquido da empresa e representa R$ 1,0172 por ação. Como o papel fechou a véspera cotado a R$ 209,50, o dividend yield do provento é de 0,48%. Este múltiplo indica quanto a remuneração representa do valor atual do ativo.

Alupar (ALUP3, ALUP11)
A empresa distribuirá R$ 150,1 milhões em dividendos aos investidores, o que corresponde a 50,86% do lucro líquido obtido no ano de 2016. A remuneração corresponde a R$ 0,1708 por ação ordinária e R$ 0,5124 por unit.

Considerando as cotações dos ativos no fim da tarde desta terça-feira (25), de R$ 6,69 e R$ 18,92, respectivamente, o "dividend yield" é de 2,55% e 2,70%, nesta ordem. No caso da Alupar, as units são os ativos de maior liquidez.

Banco de Brasília (BSIL3; BSIL4)
A instituição financeira vai pagar R$ 22 milhões a título de JCP (Juros sobre Capital Próprio) a seus investidores referentes ao primeiro semestre de 2017. O montante equivale a R$ 0,5924 por ação ordinária e R$ 0,6517 por papel preferencial. 

Com baixa liquidez e sem negócios realizados neste pregão, os dois ativos estavam cotados a R$ 3,51%. Com isso, o dividend yield do provento é de R$ 16,8% no caso das ações ordinárias e de R$ 18,5%, no dos preferenciais.

Coelce (COCE3; COCE5; COCE6)
A Companhia Energética do Ceará distribuirá R$ 155,1 milhões em dividendos, valor que corresponde a R$ 1,9921 por cada ação, seja ordinária, preferencial "classe A" ou "classe B". No fim desta tarde, os papéis COCE3 eram negociados a R$ 42,00, os COCE5, mais líquidos, a R$ 46,41, e os COCE6, a R$ 27,18. Com base nesses valores, o yield do provento em cada caso é de 4,7%, 4,2% e 7,3%, respectivamente.

Celpa (CELP3; CELP5; CELP6; CELP7)
A Centrais Elétricas do Pará pagará R$ 88,4 milhões em dividendos, o que equivale a 32% do lucro líquido da companhia. Os valores são de R$0,04 por ação ordinária, R$0,05 por ação preferencial Classe A, R$0,07 por ação preferencial Classe B e R$ 0,04 por ação preferencial
Classe C.

Wiz (ex-Par Corretora; PARC3)
A empresa distribuirá R$ 35,7 milhões a título de dividendos adicionais, que representam um montante de R$ 0,2232 por ação. Considerando a cotação de fechamento desta terça, de R$ 18,99, o yield é de 1,17%.

Correa Ribeiro (CORR3; CORR4)
A empresa de indústria e comércio pagará R$ 94,3 mil reais em dividendos, montante que equivale a R$ 6,148 por ação. No caso das ações preferenciais, que encerraram a véspera cotados a R$ 80, o yield é de 7,685%.

Klabin (KLBN3, KLBN11)
As ações e units da empresa do setor de celulose também fica "ex" nesta quarta-feira, mas os dados referentes ao provento ainda não haviam sido publicados até o fechamento do pregão desta terça.

 

Contato