Em mercados / proventos

Remuneração mais magra: distribuição de dividendos cai 9% em 2016; veja maiores pagadores

Veja o ranking completo dos 10 maiores pagadores de dividendos e JCP em 2016

Homem Trader dinheiro dólares
(Shutterstock)

SÃO PAULO -  A distribuição de dividendos e JCP (Juros sobre Capital Próprio) caiu pelo segundo ano consecutivo no Brasil e ficou em R$ 67,6 bilhões em 2016, montante 9,35% menor que os R$ 74,6 bilhões pagos aos acionistas em 2015. 

Este é o resultado apontado por um levantamento da consultoria Economatica com 255 empresas de capital aberto no País.

Na análise por setores, o bancário aparece na liderança. Os 22 bancos da amostra repassaram R$ 21 bilhões aos investidores, uma queda de 11,7% na comparação com o ano anterior.

Em seguida, aparece o setor de alimentos e bebidas, com 12 empresas, que pagaram R$ 16,7 bilhões em proventos. Juntos, os dois setores respondem por 55,8% do total distribuído.

Na análise por empresas, a Ambev aparece em primeiro lugar, com R$ 10,3 bilhões distribuídos. Em seguida, estão o Itaú Unibanco e o Bradesco, com R$ 7,7 bilhões e R$ 5,5 bilhões, respectivamente.

As seis primeiras empresas do ranking foram responsáveis por 50,2% dos proventos pagos no ano passado.

Veja abaixo a lista completa com os 10 maiores pagadores de dividendos e JCP em 2016:

Empresa Setor 2015 (em R$ bilhões) 2016 (em R$ bilhões) Variação anual
Ambev Alimentos e bebidas 11,4 10,3 -10,0%
Itaú Unibanco Bancos 7,0 7,7 10,8%
Bradesco Bancos 4,8 5,5 14,0%
Cielo Software e dados  1,4 4,1 190,2%
Santander Bancos 3,9 3,2 -18,9%
Telefônica Telecomunicações 3,6 2,9 -19,3%
Banco do Brasil Bancos 5,7 2,5 -55,9%
Cosan Alimentos e bebidas 0,6 1,9 192,1%
Vale Mineração 5,0 1,8 -63,9%
JBS Alimentos e bebidas 1,7 1,6 -2,3%
Total 74,6 67,4 -9,3%

 

Contato