Produção de petróleo do Brasil bate recorde em 2023 com 3,4 mi de barris por dia

A extração de gás natural, por sua vez, atingiu recorde de 150 milhões de metros cúbicos por dia (m³/d) no ano passado, cerca de 8,7% maior do que no ano anterior

Reuters

Plataforma de petróleo na Baía de Guanabara, no Rio de Janeiro (Foto: Getty Images)

Publicidade

RIO DE JANEIRO (Reuters) – A produção média brasileira de petróleo registrou recorde de 3,402 milhões de barris por dia em 2023, alta de 12,57% ante 2022, após a instalação de quatro novas plataformas pela Petrobras nas bacias de Santos e Campos, apontaram dados da reguladora ANP nesta sexta-feira.

A extração de gás natural, por sua vez, atingiu recorde de 150 milhões de metros cúbicos por dia (m³/d) no ano passado, cerca de 8,7% maior do que no ano anterior.

Somando a produção de petróleo e gás natural, o Brasil produziu um volume médio de 4,344 milhões de barris de óleo equivalente por dia (boe/d), 11,69% acima do recorde anterior, alcançado em 2022, apontaram os dados.

Masterclass

As Ações mais Promissoras da Bolsa

Baixe uma lista de 10 ações de Small Caps que, na opinião dos especialistas, possuem potencial de valorização para os próximos meses e anos, e assista a uma aula gratuita

E-mail inválido!

Ao informar os dados, você concorda com a nossa Política de Privacidade.

A ANP notou, em relatório, que foi a primeira vez que a produção média anual nacional atingiu uma marca acima dos 4 milhões de boe/d.

Do montante total, o pré-sal foi responsável por 3,304 milhões de boe/d, o que representou aproximadamente 75,18% da produção nacional, disse a ANP.

Em 2023, a Petrobras como operadora iniciou a produção nas plataformas do tipo FPSO Almirante Barroso, Anna Nery, Anita Garibaldi e Sepetiba.

Continua depois da publicidade

Anteriormente, a petroleira estatal brasileira destacou ainda que foram alcançadas as capacidades máximas de produção de óleo das plataformas P-71, no campo de Itapu, do FPSO Guanabara, no campo de Mero e do FPSO Almirante Barroso, no campo de Búzios. Este último, ocorrido em outubro de 2023, menos de cinco meses após o primeiro óleo, um recorde no pré-sal.

DEZEMBRO

No último mês do ano, a produção de petróleo somou média de 3,585 milhões de bpd, queda de 2,5% com relação a novembro de 2023 e um aumento de 16,6% em comparação a dezembro do ano anterior.

A Petrobras, como concessionária, produziu ao todo 2,29 milhões de bpd em dezembro, alta de 16,6% na comparação com o mesmo mês de 2022, segundo dados da ANP.

Já anglo-holandesa Shell, segunda maior produtora do país, produziu 384.783 bpd em dezembro, alta de 4,3% na mesma comparação.

A francesa TotalEnergies, terceira maior produtora, produziu 146.285 bpd em dezembro, avanço de 16% no período.

A produção de gás somou média de 156,618 milhões de m³/d em dezembro, uma redução de 3,4% comparando com o mês anterior e um crescimento de 11,8% em relação ao mesmo mês de 2022.