Principais bolsas européias fecham em alta

Conteúdo do Portal InfoMoney – Editoria Mercados

Por  Equipe InfoMoney

As principais bolsas européias fecharam em alta nesta sexta-feira, influenciadas pelo bom desempenho dos papéis de tecnologia. Os destaques negativos do mercado europeu ficaram com os setores farmacêutico e petrolífero, que impediram maiores elevações principalmente das bolsas de Londres e Paris. A Bolsa da Turquia continuou sendo o destaque negativo, em queda de mais de 8% pelo terceiro pregão consecutivo, em função do ataque especulativo à moeda do país.

Em Londres, o índice FTSE-100 apresentou alta de 0,46%, influenciado pelas ações das empresas de tecnologia Misys (+18,7%) e ARM holdings (+16,9%), da fabricante de cabos de fibra ótica Bookham Technology (+18,7%) e da cervejaria South African Breweries (+10,8%). As ações das companhias de telecomunicações Colt Telecom (+10,0%) e Vodafone (+4,5%), também apresentaram elevações significativas, assim como os papéis da administradora de fundos Amvescap, que subiram 6,1%. Já as farmacêuticas Glaxo Wellcome (-5,6%) e SmithKline Beecham (-4,9%), além da varejista Sainsbuy (-5,5%), foram os principais destaques negativos do pregão.

A Bolsa de Paris fechou praticamente estável, com o índice CAC40 subindo 0,01%. As principais altas ficaram com as ações da empresa de mídia TF1 (+6,1%), da companhia de materiais de construção Bouygues (+4,9%), da fabricante de semicondutores STMicroelectronics (+3,8%) e da fabricante de equipamentos de telecomunicações Alcatel (+3,7%). Por outro lado, as baixas mais significativas foram registradas pelos papéis da farmacêutica Sanofi-Synthelabo (-4,6%), da holding LVMH Moet Vuitton (-3,7%) e da empresa de cosméticos LïOreal (-2,4%).

Em Frankfurt, o índice DAX apresentava, às 14h50 de Brasília, variação positiva de 2,11%, tendo como destaques de alta as ações da fabricante de equipamentos eletrônicos Epcos (+7,3%), das empresas de tecnologia SAP (+7,0%) e Siemens (+3,4%), e da companhia metalúrgica Thyssen Krupp (+4,7%). Outros bons desempenhos ficavam com os papéis do conglomerado RWE (+4,5%), da montadora Daimler Chrysler (+3,1%) e do Deutsche Bank (+2,9%). Em contrapartida, a farmacêutica Schering (-4,4%), a montadora BMW (-2,0%) e a Deutsche Telekom (-1,1%), apresentavam as principais baixas do pregão alemão.

Em Madri, o índice IBEX 35 terminou o dia avançando 1,36%, influenciado pelas ações da petrolífera Gas Natural (+6,2%), do provedor de internet Terra Networks (+5,4%), da empresa de biotecnologia Zeltia (+5,2%) e da Telefónica (+2,6).











































Outros Mercados: Milão MIB 30 +0,23 %
Amsterdã AMS Exchange +1,60 %
Zurique Swiss Market +0,86 %
Lisboa BVL 30 -1,19 %
Moscou Moscow Times -3,18 %
Bruxelas BEL 20 +1,55 %
Istambul ISE National-100 -8,80 %
Estocolmo Stockholm General -2,04 %
Compartilhe