Lançamento

Primeiro ETF de criptomoedas do Brasil supera expectativas e levanta mais de R$ 600 milhões

Valor levantado ficou quase 3 vezes acima da captação mínima que a gestora havia colocado como objetivo em seu prospecto, de R$ 250 milhões

(iStock / Getty Images Plus)

SÃO PAULO – A gestora Hashdex informou nesta sexta-feira (23) que o primeiro fundo de índice (ETF) de criptomoedas do Brasil levantou R$ 615,25 milhões em sua emissão primária. O início da negociação das cotas está marcado para acontecer na segunda-feira (26).

O resultado ficou bem acima do esperado, superando em quase 3 vezes a captação mínima que a gestora havia colocado como objetivo em seu prospecto, de R$ 250 milhões.

Foram emitidas 12.305.014 cotas do chamado ETF Hashdex Nasdaq Crypto Index Fundo de Índice, sendo 28.358 pedidos, com cada cota valendo R$ 47,02 e taxa de ingresso de R$ 2,98 por cota.

O ETF da Hashdex estará listado na B3 para qualquer tipo de investidor a partir de segunda, sob o ticker “HASH11”. O fundo irá replicar o Nasdaq Crypto Index (NCI), índice desenvolvido em conjunto pela Nasdaq e pela Hashdex, e terá como objetivo ter retornos que correspondam em reais à performance do benchmark.

O NCI é composto por seis criptomoedas: Bitcoin, Ethereum, Stellar, Litecoin, Bitcoin Cash e Chainlink. O NCI é rebalanceado trimestralmente e a gestora ressalta que novos ativos podem entrar para o índice enquanto os atuais integrantes podem sair. A Hashdex criou um site onde estão todas as informações para os investidores.

A estreia do ETF ajuda a democratizar ainda mais o acesso ao mercado de criptomoedas, principalmente para o investidor de varejo, já que hoje as únicas opções são comprar diretamente os ativos nas corretoras especializadas ou via fundos.

Porém, neste segundo caso, as opções ainda são escassas, sendo que os fundos mais acessíveis têm pouca exposição ao mercado de criptos, de 20%. Já os fundos mais expostos às moedas digitais são voltados apenas para investidores qualificados ou profissionais, com pelo menos R$ 1 milhão investido. Além disso, fundos também cobram taxas maiores que os ETFs (entenda mais clicando aqui).

Quer investir nos criptoativos que podem fazer com o dinheiro o mesmo que a internet fez com o fax? Assista à Masterclass gratuita O Triunfo Inevitável do Ouro Digital.