inflação

Preços do e-commerce registram inflação menor em maio

O índice aponta que em maio registrou a quarta alta do ano, que acumula nestes cinco primeiros meses inflação de 5,35%

SÃO PAULO – Em maio, os preços dos produtos ofertados no comércio eletrônico apresentaram inflação de 0,68%, uma queda de 0,79 p.p. em relação ao mês anterior, quando apresentou inflação de 1,47% e queda de 1,52 p.p. em relação a maio de 2012, quando se observou 2,20%. As informações são do índice e-Flation, desenvolvido pelo Provar (Programa de Administração do Varejo), que monitora as variações dos preços de produtos ofertados on-line.

O índice aponta que a alta em maio já é a quarta do ano, que acumula nestes cinco primeiros meses inflação de 5,35%. Na somatória dos últimos 12 meses, o índice apura deflação de -1,42%, representando aumento de 4,31 p.p. em relação a igual período do ano anterior (quando o percentual observado era de -5,73%).

“Já há sinais de redução de crescimento nos preços por conta do efeito de regressão à média, medidas do governo como aumento da taxa de juros para conter a inflação, além do arrefecimento causado pela perda de poder aquisitivo causado pela inflação e maior dificuldade com a obtenção de crédito”, comenta o presidente do conselho do PROVAR, Claudio Felisoni.

Produtos
Cinco categorias influenciaram o resultado de alta registrada em maio: “Brinquedos” (0,47%); “Medicamentos” (0,22%); “Perfumes e cosméticos” (0,22%); “CDs e DVDs” (0,12%) e “Cine e fotos” (0,05%). Já as categorias que apresentaram deflação no período foram “Informática” (-0,12%); “Telefonia e celulares” (-0,09%); “Eletroeletrônicos” (-0,09%); “Livros” (-0,08%) e “Eletrodomésticos” (-0,03%).

O e-Flation é avaliado a partir da segunda quinzena do mês anterior à primeira do mês em referência. Os itens que compõem a cesta de cada uma das categorias são aqueles que, sendo os mais anunciados entre os sites mais procurados, resultam no que se chama de “campeões de vendas”.